Um joinvilense que pegou escondido um cobertor de um hotel para viver uma aventura romântica com a namorada devolveu o item 30 anos após o furto. O caso aconteceu em julho de 1993 e, junto da coberta, estava uma carta justificando a atitude. A devolução foi feita na tarde de quarta-feira (3) e surpreendeu funcionários do Hotel Fraiburgo, onde aconteceu toda a situação.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

História de amor: idoso atropelado em Joinville tinha escrito carta para esposa falecida

Na publicação, o estabelecimento diz que no terceiro dia do ano foram “surpreendidos por um senhor que se aproximou um pouco envergonhado com um cobertor e uma carta”. O senhor deixou os itens na recepção e foi embora.

Idoso que viralizou em vídeo animado de excursão morre em SC: “Sempre festeiro”

Continua depois da publicidade

Para a surpresa de quem estava no local, ao abrirem a carta se depararam com a seguinte mensagem:

“Prezado e estimado responsável pelo Hotel Fraiburgo, é com grande alegria e alívio, mas ao mesmo tempo envergonhado e arrependido, que estamos devolvendo, após 30 anos e 5 meses, o cobertor que lhe entrego em mãos”, começa o texto.

No decorrer da carta, que foi digitada em computador, ele explica que, em julho de 1993, ao fazer o check-out levou, “de forma leviana”, o cobertor para que ele e a namorada, que viajavam pelo país, pudessem dormir no carro.

“Foi uma aventura que realizamos. Éramos jovens apaixonados e com poucos recursos. Mas com muita vontade de conquistar novos lugares”, se explicou.

O homem ainda se diz “muito arrependido pelo dano causado” e pede perdão. Ao final da carta, assina Joinville como endereço de remetente.

Continua depois da publicidade

No post, o Hotel Fraiburgo ainda escreve: “Somos honrados por, de alguma maneira, fazer parte dessa história e felizes pelo propósito que se cumpriu”.

O A Notícia entrou em contato com o hotel e um dos recepcionistas informou que o cobertor foi entregue dentro de uma sacola plástica e, inicialmente, ainda não sabem o que farão com a coberta. O trabalhador ainda destacou que, por ter se passado três décadas, toda a equipe do hotel já mudou, assim como os itens oferecidos nas acomodações.

Veja a carta enviada

Leia mais

Paraná abre concursos públicos com 260 vagas e salários de até R$ 7,6 mil

Continua depois da publicidade

Como será o bairro planejado de frente para o mar na cidade que mais cresce em SC

Cidade que mais cresce em SC tem investimentos bilionários e 20 prédios em construção

Destaques do NSC Total