nsc
santa

Decisão

Casal que usou pitbull como arma para fazer assaltos em Timbó é condenado

Hassan, o cachorro, já foi adotado e se encontra com novos tutores

08/09/2021 - 12h40 - Atualizada em: 08/09/2021 - 14h31

Compartilhe

Por Giulia Machado
Segundo policiais, o homem “instigava o animal a atacar as pessoas”
Segundo policiais, o homem “instigava o animal a atacar as pessoas”
(Foto: )

Um casal que usou uma faca e um cão da raça pitbull como arma para fazer assaltos em Timbó foi condenado a mais de cinco anos de prisão. Segundo policiais, o homem “instigava o animal a atacar as pessoas” durante os crimes cometidos no município do Médio Vale do Itajaí. Na época dos fatos, uma campanha chegou a ganhar as redes sociais para a adoção do animal.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Os assaltos aconteceram em janeiro deste ano. Em um roubo de carro, que teve a participação da mulher, o casal surpreendeu um homem que estava no estacionamento de um supermercado com o cachorro e uma faca, obrigando-o a dirigir até um posto de combustíveis em Indaial, onde o liberaram.

Depois de mandarem o proprietário descer do carro, o casal voltou para Timbó, e o veículo foi encontrado mais tarde.

Em outra situação, que ocorreu poucos dias depois, o dono do animal entrou em um bar e roubou uma caixa de cerveja, ameaçando os proprietários e clientes com o cão.

Depois dos crimes, a Polícia Civil começou a investigar o caso, identificou os suspeitos e o homem chegou a ser preso preventivamente.

A mulher foi condenada a cinco anos e quatro meses de prisão em regime inicial semiaberto e o homem a seis anos e seis meses de prisão em regime inicial fechado. A diferença nas condenações se deu pelo fato de o homem ter agido sozinho no assalto ao bar.

Segundo o promotor de justiça Alexandre Daura Serratini, o roubo ao veículo teve três causas de aumento de pena: a ação foi praticada pelos dois acusados, em comunhão de esforços, a vítima permaneceu em poder dos criminosos por cerca de 30 minutos, o que foi considerado um longo tempo privado de liberdade, e, em terceiro lugar, pela grave ameaça, já que o criminoso teria colocado uma faca no pescoço da vítima e ainda a ameaçado com o cachorro.

A sentença é passível de recurso, mas por ter sido preso preventivamente no curso da investigação o homem não poderá apelar em liberdade. O cão foi entregue a uma associação de proteção animal e já foi adotado.

Relembre

Uma campanha nas redes sociais chegou a ser mobilizada para a adoção de Hassan, o cão usado nos assaltos. A Justiça havia determinado a retirada do pitbull da residência para evitar que no futuro ele fosse usado novamente para a prática de crimes.

O animal ficou sob a guarda provisória de uma clínica veterinária de Timbó, que auxiliou os agentes tanto no apoio para a retirada do animal da casa, quanto nos cuidados veterinários, com a castração.

* Sob supervisão de Talita Catie

Leia também

Padrasto é condenado a 20 anos de prisão por morte de criança em Gaspar

Vídeo mostra resgate de baleia franca presa em rede de pesca em Porto Belo

Motorista tenta estuprar mulher em Blumenau, diz "não saber o que fez", mas acaba preso

Policiais arrombam porta para salvar moradora de incêndio em Rio do Sul

Colunistas