Um homem de 51 anos, catador de latinhas, teve de limpar diversas paredes após pichar frases contra casos de preconceito sofridos por ele em Balneário Piçarras, no Litoral Norte de Santa Catarina. O caso ocorreu na última terça-feira (10), quando ele escreveu “proibido pobre na praia”. 

Continua depois da publicidade

De acordo com informações do secretário de Segurança Pública, Paulo Debatin, as pichações foram feitas em muros de casas e espaços públicos da região. O autor confessou o crime e teria dito que sofre, diariamente, ofensas e maus-tratos de moradores e turistas por causa da profissão. 

A frase, conforme o catador, seria uma forma de protestar contra a situação. 

Após ser localizado, o homem assinou um documento se comprometendo a limpar e a pintar os muros pichados. Um dos locais foi o Posto 7, onde fez a limpeza do local. Ele recebeu tinta e material de limpeza para apagar as frases de protesto.

“Optamos por não adotar nenhum procedimento criminal. Ele vai reparar o dano e o que nos interessa é que ele reconheça o erro para ter esse efeito pedagógico”, conclui Debatin.

Continua depois da publicidade

Leia também

Homens encapuzados invadem casa e matam jovem de 20 anos em Joinville, diz PM

Preso por atacar influenciadora na rua em Joinville é denunciado por estupro; entenda

Morador denuncia água vermelha em rio de Joinville; prefeitura investiga caso

Destaques do NSC Total