nsc
    dc

    Investigação 

    Celulares de Bolsonaro também foram alvo de hackers presos pela PF, diz ministério

    Pasta da Justiça e Segurança Pública divulgou comunicado nesta quinta-feira 

    25/07/2019 - 09h08 - Atualizada em: 25/07/2019 - 10h50

    Compartilhe

    Por GaúchaZH
    (Foto: )

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou, nesta quinta-feira (25), que aparelhos celulares usados pelo presidente Jair Bolsonaro também foram alvos de ataques hackers pelo grupo que foi preso na última terça (23) durante operação da Polícia Federal (PF). A informação foi divulgada por meio de nota à imprensa.

    "Por questão de segurança nacional, o fato foi devidamente comunicado ao presidente da República", diz trecho do texto divulgado pela pasta. O comunicado do Ministério da Justiça não informa se houve captura de dados do mandatário ou apenas uma tentativa de ataque aos aparelhos celulares.

    Na terça, quatro pessoas suspeitas de terem invadido celulares de autoridades, entre elas o ministro Sergio Moro, foram presas pela PF. Na ocasião, foram cumpridas 11 ordens judiciais, das quais sete de busca e apreensão e quatro de prisão temporária nas cidades de São Paulo (SP), Araraquara (SP) e Ribeirão Preto (SP).

    Na quarta-feira (24), Moro comemorou a ação da PF e associou o grupo preso à divulgação, pelo site The Intercept Brasil, de mensagens que mostram interferência do ex-juiz da Lava Jato nas investigações da força-tarefa da operação. Não há, até o momento, indícios tornados públicos de relação entre a ação dos supostos hackers e a divulgação de mensagens privadas de procuradores da Lava-Jato e do ex-juiz Sergio Moro.

    Confira a nota divulgada pelo ministério:

    Brasília, 25/07/2019 - O Ministério da Justiça e Segurança Pública foi, por questão de segurança nacional, informado pela Polícia Federal de que aparelhos celulares utilizados pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, foram alvos de ataques pelo grupo de hackers preso na última terça feira (23). Por questão de segurança nacional, o fato foi devidamente comunicado ao Presidente da República.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas