nsc
    dc

    Entrevista

    Cerca de 75% dos alunos da rede estadual de SC aderiram às aulas online, diz secretário

    Titular da pasta fez um balanço sobre as aulas à distância durante a pandemia

    12/06/2020 - 07h33 - Atualizada em: 12/06/2020 - 08h04

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    aaa
    Aulas online ou com o auxílio de apostilas são ferramentas utilizadas pelas escolas
    (Foto: )

    Com quase três meses de aulas presenciais suspensas em Santa Catarina, em função do coronavírus, o secretário estadual de Educação, Natalino Uggioni, fez um balanço do período em entrevista do Bom Dia SC nesta sexta-feira (12). Segundo ele, em torno de 75% dos estudantes têm participado das atividades online, o que ele considera como um balanço positivo.

    Conforme Uggioni, outros 25% têm feito as atividades através das apostilas disponibilizadas pelas escolas. O foco, agora, é na parcela que não tem participado das aulas. A ideia é entender o porquê da não adesão desses alunos, e se necessário, ir até a casa deles para conversar.

    - Essa interação começa pela escola, e estamos acionando outros parceiros, como Conselho Tutelar. Um número grande desses estudantes é do Ensino Médio, mais adultos, que tem condições de entender a importância da realizar as atividades nesse processo de ensino à distância. Se fala tanto em protagonismo estudantil, então é hora desses estudantes mostrarem seu protagonismo, na formação do ano letivo - explicou o secretário.

    Em Santa Catrina, a rede estadual tem em torno de 34 mil estudantes, conforme Uggioni. A intenção da pasta da Educação é chegar a 100% de participação dos alunos, embora o secretário admita que há dificuldade nesse sentido. Na retomada das aulas presenciais, prevista para 3 de agosto, o primeiro passo será fazer "uma ampla recapitulação dos conteúdos".

    - Passamos aos professores a orientação de deixar para fazer a avaliação dos alunos para depois, quando trouxermos todos para o mesmo patamar. Então, conseguiremos cumprir o desafio com responsabilidade nas ações letivas previstas para o ano - explica.

    Uggioni diz que não é possível garantir que não haverá perdas em relação ao conteúdo e à quantidade de aulas. Também existe a possibilidade de fazer atividades no contraturno e finais de semana, assim que as aulas presenciais retornarem, para garantir a totalidade do conteúdo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Educação

    Colunistas