A charge de Zé Dassilva deste sábado (3) faz uma alusão à crise na Agência Brasileira de Inteligência (Abin), após operação da Polícia Federal (PF) que investiga o uso indevido da agência durante o mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

De acordo com a PF, a ação mira possíveis destinatários de informações que teriam sido coletadas ilegalmente pela Abin. A operação foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (TF) Alexandre de Moraes, que é relator do caso.

A suspeita é de que a agência, durante o mandato de Bolsonaro, tenha sido utilizada como um braço de coleta de informações ilegais, sem autorização judicial, e também como fonte de informações falsas, depois disseminadas por perfis de extrema direita para difamar instituições e autoridades.

Leia também

Computador da Abin é encontrado durante ação da PF

Continua depois da publicidade

Carlos Bolsonaro é alvo de operação da Polícia Federal

Abin foi usada para monitorar promotora do caso Marielle, diz PF

Quem é Alexandre Ramagem, ex-diretor-geral da Abin que virou alvo de buscas da Polícia Federal

Destaques do NSC Total