A cidade de Garuva, no Norte de Santa Catarina, segue entre as mais cotadas para receber a nova fábrica da empresa de tecnologia LG no Sul do Brasil. Nesta semana, uma comitiva de deputados estaduais catarinenses esteve em Seul, capital da Coreia do Sul, para uma série de reuniões que trataram de laços diplomáticos e econômicos, além da cooperação em comércio, tecnologia e educação. Em maio de 2023, a vice-governadora Marilisa Boehm informou que a escolha prioritária da empresa coreana era Santa Catarina.

Continua depois da publicidade

A visita foi coordenada pela União Interamericana de Parlamentares (Unipa), e integram a comitiva catarinense no país asiático os deputados Ivan Naatz (PL), Fernando Krelling (MDB), Marcius Machado (PL), Rodrigo Minotto (PDT), Altair Silva (PP), Mário Mota (PSD) e Fabiano da Luz (PT). Em entrevista à CBN Joinville nesta sexta-feira (24), o deputado Fernando Krelling, membro da Comissão de Relações Internacionais da Alesc, revelou, contudo, que Santa Catarina pode ter uma dificuldade na disputa com o Paraná.

—  A LG está com o objetivo de instalar uma nova fábrica de linha branca no Brasil. A importação para a América é cara, então colocamos Santa Catarina à disposição, com suas facilidades, portos e aeroportos que temos. O que pesa contra o estado é a malha rodoviária, precisamos de investimentos principalmente no acesso ao Porto Itapoá, a duplicação é de extrema importância — frisou.

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

Em fevereiro, representantes do município de Fazenda Rio Grande (PR), que fica na região metropolitana de Curitiba, estiveram na Coreia do Sul, acompanhados pelo governador paranaense Ratinho Junior (PSD), onde receberam da LG um Memorando de Entendimento (MoU), documento que representa um protocolo de intenções assinado entre as partes, e que antecede o processo de instalação da fábrica. Porém,os valores do investimento e cronograma da obra não foram divulgados.

Continua depois da publicidade

A instalação de uma fábrica em Garuva, contudo, não está descartada e segue nos planos dos representantes catarinenses. Atualmente, a LG fabrica nas plantas de Manaus (AM) a maior parte dos produtos vendidos pela marca no Brasil. Além das pautas com a multinacional, a comitiva visitou locais estratégicos em Seul, como a embaixada brasileira, o parlamento sul-coreano e o Ministério da Justiça local. As trocas comerciais, no entanto, foram o foco principal dos encontros com os asiáticos. Para Krelling, a aproximação com a classe política coreana é essencial para estreitar laços comerciais com Santa Catarina.

—  Conversamos com o parlamento coreano, estamos fazendo uma frente parlamentar porque eles precisam do nosso auxílio na importação de carne bovina, que Santa Catarina é um grande exportador e referência no ramo agrícola. Visitamos também um braço da Samsung que trabalha para o mercado farmacêutico, em biotecnologia, estudando novos componentes para medicamentos e combate de doenças no futuro. Tenho certeza que uma visita como essa trará grandes benefícios para Santa Catarina — afirmou o deputado.

No ano passado, a Coreia do Sul foi o oitavo maior destino dos produtos agrícolas brasileiros, com mais de 3 bilhões de dólares em exportações. O principal item comercializado foi carnes refrigeradas e congeladas, com mais de 64% dessas exportações.

Continua depois da publicidade

Leia também

Aguardada há 51 anos, Ponte Joinville ganha autorização para início das obras

Joinville terá sessão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina no início de junho

Joinville Vôlei promove live solidária para ajudar vítimas das enchentes no RS

Destaques do NSC Total