nsc
dc

Deslocamento

Com redução de motoristas de app em SC, táxis registram 10% de aumento nas corridas

Cadastros de motoristas por aplicativos ativos diminuiu 40% no Estado, diz Amasc

13/04/2022 - 15h53 - Atualizada em: 13/04/2022 - 18h28

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Com redução de motoristas de app, corridas de táxi aumentam em SC
Com redução de motoristas de app, corridas de táxi aumentam em SC
(Foto: )

Nos últimos meses, os passageiros têm enfrentado mais dificuldade para conseguir carros por aplicativos, o que fez o número de corridas de táxi aumentar em cerca de 10% em Santa Catarina, conforme o sindicato dos taxistas de Florianópolis (Sinditaxi). A Associação dos Motoristas de Aplicativo de Santa Catarina (Amasc) explica que a queda nos ganhos dos motoristas, devido à alta da gasolina, fez com que cerca de 40% deles desistissem dos apps.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp 

O presidente da Amasc, Allan Puga, relata que, desde o surgimento dos aplicativos de corridas — há oito anos de atuação no Brasil, e seis na Grande Florianópolis —, houve diminuição grande da margem de ganho dos motoristas. Os custos do serviço ficaram mais altos nos últimos anos, principalmente por conta do aumento dos combustíveis.

— A gente teve praticamente 200% de aumento do combustível de lá pra cá, que é o principal insumo. Então muitos motoristas desistiram no meio do caminho. Os que permanecem nas plataformas estão escolhendo as melhores corridas para aumentar a margem de ganho que era grande anteriormente. Então agora tem uma espera maior para o passageiro conseguir um carro — explica.

De acordo com Puga, o número de cadastros de motoristas por aplicativos ativos em Santa Catarina já chegou a 12 mil, mas nos últimos meses houve queda de 40%. Como os passageiros não são atendidos no aplicativo, acabam migrando para o táxi.

O presidente do Sinditaxi, Ivan Roberto da Silva, diz que a categoria verificou aumento de 10 % nas corridas. Entre o final de 2021 e começo de 2022, a alta chegou a até 30%, por conta do movimento na temporada de verão. No entanto, ele diz que esse aumento não reflete nos lucros. Atualmente mais de 2 mil taxistas atuam em Florianópolis e região.

— O movimento que tivemos no táxi é insignificante, a maioria das corridas é de R$ 10 a R$ 15 que os motoristas de aplicativos não têm interesse em realizar — relata.

Novos aplicativos

Para retomar a qualidade do serviço de corridas por aplicativo e melhorar o lucro dos motoristas, o presidente da Amasc disse que a associação está fazendo parcerias com plataformas regionais. É o caso do app Vapt Vupt, na Grande Florianópolis.

Já em operação desde janeiro na Grande Florianópolis, o "Uber manezinho" promete viagens mais baratas ao passageiro e com maior remuneração ao motorista, pois 100% do valor da corrida fica com o condutor.

Colunistas