nsc
dc

Futebol

Confira a preparação dos 10 times que vão disputar a Série B do Catarinense

A partir deste fim de semana, 10 clubes disputam a Segundona do Catarinense. Ao longo de três meses, eles buscam o acesso à elite do Estadual, que significa avanço, visibilidade e crescimento

28/05/2022 - 07h00

Compartilhe

Everton
Por Everton Siemann
serie-b-catarinense
Jogo de abertura da competição será disputado neste sábado, às 15h30min, em Indaial
(Foto: )

Quinze jogos ao longo de três meses para alcançar o objetivo: uma vaga na elite do futebol de Santa Catarina em 2023. É assim que 10 clubes entram em campo neste fim de semana para a largada da Série B do Campeonato Catarinense. Entre eles, clubes tradicionais e com história, como o multicampeão Criciúma, os centenários Blumenau e Carlos Renaux, e também novas equipes que buscam a consolidação no cenário estadual, como Atlético Catarinense, Nação e Caravaggio.

> Receba notícias do DC via Telegram

O pontapé inicial da Segundona do Estadual será dado neste sábado, dia 28 de maio, com o duelo entre Blumenau e Tubarão. A decisão do campeonato, momento em que saberemos os dois representantes na Série A do ano que vem, está marcada para 28 de agosto. Serão três meses de intensas disputas que valem muito mais do que um título. O acesso à elite significa avanço, visibilidade e crescimento, como mostrou muito bem o Camboriú neste ano.

> "Lambeijos" e emoção marcam reencontro com cão sumido

A equipe do Litoral retornou à Série A depois de seis anos, com o vice-campeonato da Série B em 2021. O trabalho rendeu frutos e o Tricolor chegou à decisão da elite neste ano. O time ficou com o vice-campeonato, mas colocou o clube e a cidade na vitrine do nosso futebol.

Como é de costume, a Série B do Estadual deste ano vai reunir jovens promessas, como é o caso de Vini – filho de Marquinhos, ídolo do Avaí –, jogador do Atlético Catarinense, e também figuras carimbadas do futebol catarinense, caso do goleiro Zé Carlos, que atuou por clubes como Avaí, Brusque e Criciúma, entre outros, e neste ano defenderá as cores do Metropolitano. Veremos ainda nomes como os ex-jogadores Athirson e Reinaldo atuando à beira do gramado como treinadores.

O jogo de abertura será neste sábado, dia 28, às 15h30min, em Indaial, com o duelo entre Blumenau e Tubarão. Os outros jogos da 1ª rodada serão todos no domingo, dia 29. Confira a tabela:

11h

Nação x Guarani de Palhoça

15h

Atlético Catarinense x Carlos Renaux

15h30min

Inter de Lages x Criciúma

Caravaggio x Metropolitano

A seguir, você confere detalhes de como cada um dos 10 clubes. O material contou com o apoio dos jornalistas Augusto Ittner, Bruno Atanázio, Eduardo Prestes, Hassan Farias e Lucas Paraizo.

Atlético Catarinense

O Clube Atlético Catarinense é o mais jovem da Série B. No primeiro ano de existência, o CAC foi campeão da Série C do Estadual. Com ambição de se tornar um clube formador no Estado, o elenco conta com jovens que conquistaram o título em 2020, como Vini, filho de Marquinhos Santos, ídolo do Avaí.

atletico-catarinense-divulgacao
Treino da equipe de São José
(Foto: )

O grupo também possui atletas que passaram pela base do vizinho avaiano, como Léo Lopes, Lucas de Sá e Thiago Pato. Os destaques são Léo Campos, lateral vice-campeão catarinense com o Camboriú, e Rafael Lima, zagueiro experiente que estava no Hercílio Luz.

Blumenau

Com base em Indaial, o Tricolor disputa a Série B com parte do time vice-campeão da Série C do Catarinense em 2021. A equipe ganhou reforços importantes dentro e fora das quatro linhas para a disputa da competição. O ex-jogador Athirson vai ser o comandante da área técnica.

blumenau-divulgacao
Treinamento do Tricolor
(Foto: )

Em campo, entre outros reforços contratados para o campeonato, destaque para o atacante Romarinho. Com passagens por Figueirense e Joinville, o jogador de 28 anos é uma das apostas do clube para surpreender e brigar por uma das duas vagas na elite do Estadual em 2023.

Caravaggio

No segundo ano como clube profissional, o Caravaggio quer manter a ascensão. Depois do acesso da Série C para a B do Estadual, agora o objetivo é chegar na elite. Para isso, manteve alguns jogadores da temporada passada.

caravaggio-fabricio-junior-divulgacao
Time de Nova Veneza conquistou o título da Série C em 2021
(Foto: )

Destaque para o zagueiro Baiano, autor do gol do acesso em 2021, e o atacante Marcel, artilheiro do time em 2021. Também chegaram reforços, como o volante Bruno Ritter, revelado pelo Vasco, e o atacante Vinícius Urbano, artilheiro da Série B no ano passado com o Hercílio Luz. Neste ano, o clube vai jogar no Estádio da Montanha.

Carlos Renaux

Comandado pelo ex-atacante Reinaldo (com passagens pelo Flamengo, São Paulo e Botafogo), o Vovô do futebol catarinense iniciou a preparação para a Série B em 27 de abril. Até o fim da última semana, a equipe havia anunciado a contratação de 16 jogadores, alguns conhecidos no Estado como os zagueiros Neguete (ex-Brusque e Camboriú) e Cleyton (que atuou pelo Brusque, Marcílio Dias e estava no Barra).

carlos-renaux-divulgacao
Imagem de um dos treinos da equipe de Brusque
(Foto: )

Apesar de defensores experientes, a espinha dorsal da equipe é jovem e formada por atletas da base ou vindos do interior de São Paulo.

Criciúma

A partir desse fim de semana, o elenco do Criciúma vai dividir entre a Série B do Estadual e a segunda divisão nacional. O acesso no Catarinense é tratado como obrigação. O planejamento é utilizar no Estadual os atletas que participarem menos tempo dos jogos do Brasileiro. O técnico Claudio Tencati deve comandar o time, mas não tem presença garantida em todos os jogos.

criciuma-celso-da-luz-divulgacao
Elenco do Tigre vai se dividir entre a Série B nacional e a Segundona catarinense
(Foto: )

Dependerá do calendário na Série B do Brasileiro. Com mais de 13 mil sócios, que não pagam ingresso para assistir aos jogos em casa, o Tigre espera contar com o apoio do torcedor no Estadual.

Guarani de Palhoça

O Guarani de Palhoça, que não disputa a elite catarinense desde 2016, iniciou a pré-temporada no dia 27 de abril e tem no comando técnico Rafael Piccinin, que já treinou o profissional, mas estava há oito anos na base do clube.

guarani-de-palhoca-divulgacao
Bugre de Palhoça nõa disputa a elite do Estadual desde 2016
(Foto: )

Visando um plantel competitivo, mas mantendo as raízes de clube formador, o Bugre possui no elenco jovens atletas da região da Grande Florianópolis mesclando com jogadores experientes. Entre os nomes, o destaque fica com Maylson, volante revelado no Grêmio com passagens por Chapecoense, Criciúma e Figueirense.

Inter de Lages

O Leão Baio disputa a Série B do Estadual pelo quarto ano consecutivo. Após algumas boas temporadas na elite, o Inter foi rebaixado em 2018 e, desde então, luta pelo retorno à primeira divisão. Neste ano, o clube deixou a preparação para os últimos dias e ainda tem o elenco em formação.

inter-de-lages-fcf-reproducao
O Leão Baio disputa a Série B do Estadual pelo quarto ano consecutivo
(Foto: )

A base do time deve ser a equipe sub-20, com reforço de nomes como os atacantes João Paulo (ex-Brusque) e Daniel Baianinho, além do goleiro Anderson (ex- Internacional e Figueirense). A comissão técnica será liderada pelo treinador Toninho Pesso.

Metropolitano

Pela terceira temporada consecutiva, o Metropolitano mandará os jogos na Baixada, em Ibirama. Sem o Estádio do Sesi e uma opção para atuar em Blumenau, a equipe terá de se deslocar ao Alto Vale para mandar os jogos na Série B. Em campo, o clube foi um dos primeiros a iniciar a preparação.

metropolitano-tiago-winter-divulgacao
Meia Ronny, com a bola, é um dos destaques do Metrô para a competição
(Foto: )

A base do time liderado por Rodrigo Cascca (ex-Paraná) tem jogadores experientes e muitos remanescentes do Camboriú, vice do Catarinense deste ano. Nomes conhecidos no futebol de SC como o goleiro Zé Carlos e o meio-campo Alex Maranhão integram o elenco.

Nação

Após um ano disputando os jogos como mandante em Canoinhas, o Nação volta para a cidade em que foi fundado. O objetivo é repetir uma boa campanha e conquistar vaga para a Copa SC, como fez na estreia na competição, no ano passado, quando terminou na 3ª colocação.

nacao-divulgacao
Nação voltará a disputar os jogos em Joinville neste ano
(Foto: )

Para isso, manteve o técnico Kokan, que comanda o clube desde a fundação, e contratou seis reforços. O destaque é o retorno do atacante Jean Carlos, 38 anos, com passagens por JEC e Figueirense. Quem também chegou foi o meia Patrick Vieira, revelado pelo Palmeiras.

Tubarão

O Tubarão tem um objetivo claro: voltar à elite do futebol catarinense. O clube passa por uma reestruturação. O elenco conta jogadores sub-20, que chegaram à final da segunda divisão da categoria. Destaque para o atacante João Vitor, que terminou como artilheiro do campeonato. Além disso, 11 reforços foram contratados.

tubarao-patricia-amorim-cat-divulgacao
Imagem de um dos treinos do Tubarão
(Foto: )

O técnico do time é italiano. Luca Casarino tem a experiência de ter passado pela Milan Academy entre 2009 e 2012. No Brasil desde 2012, esta será a segunda passagem por SC, depois de atuar no sub-17 do Guarani de Palhoça.

O regulamento

  • Dez times vão disputar a competição.
  • Os clubes participantes nesta temporada são: Atlético Catarinense, Blumenau, Caravaggio, Carlos Renaux, Criciúma, Guarani de Palhoça, Inter de Lages, Metropolitano, Nação e Tubarão.
  • Na fase inicial, os 10 participantes jogarão entre si em turno único, conforme tabela de jogos desenvolvida pela federação, que você confere a seguir.
  • Ao final da primeira fase, os oito melhores classificados avançam para a segunda fase. A partir de então, as equipes vão se enfrentar em duelos mata-mata.
  • Os dois últimos colocados ao término da primeira fase, 9º e 10º colocados, serão rebaixados para a Série C do Catarinense da próxima temporada.
  • Na segunda fase, os times se enfrentarão em duelos mata-mata, com jogos de ida e volta, obedecendo o seguinte cruzamento: 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º.
  • Os quatro times que fizerem as melhores campanhas na primeira fase serão o mandante no segundo jogo. Além disso, esses times têm a vantagem da igualdade de pontos e do saldo de gols na soma dos placares ao final das duas partidas para definir os classificados às semifinais.
  • As vantagens do mando de campo no segundo jogo e da igualdade de pontos e do saldo de gols na soma dos placares ao final dos dois jogos se mantêm nas semifinais e na decisão.
  • Nas semifinais, os duelos serão: vencedor do 1º x 8º contra o classificado do 4º x 5º, e ganhador do 2º x 7º diante do classificado do 3º x 6º.
  • Campeão e vice garantem vaga na Série A do Estadual em 2023.
  • O prazo final para a inscrição de atletas para disputar a Série B do Estadual encerra no dia 29 de julho.

Leia também:

> Faraco: "Figueirense faz o jogo da afirmação contra o Ferroviário"

> Roberto Alves: "David Coimbra: amigo, parceiro e um escritor brilhante"

Colunistas