nsc

    Pandemia

    “Conseguimos trabalhar de forma segura”, diz Fortur após liberação de eventos em SC

    Governo do Estado autorizou retomada de forma gradual com regras

    21/09/2020 - 09h30 - Atualizada em: 21/09/2020 - 09h35

    Compartilhe

    Por Juliana Gomes
    Cinema de dentro dos carros
    Cinema de dentro dos carros
    (Foto: )

    A realização de um evento-teste para demonstrar como os protocolos para evitar o coronavírus devem ser seguidos está sendo estudada pelo Fortur (Fórum de Turismo de Florianópolis). A possibilidade passou a analisada após a liberação dos eventos pelo governo do estado de forma gradual. A afirmação é do presidente da entidade Marcelo Bohrer em entrevista à NSC TV.

    As regiões com risco alto e moderado podem retomar eventos gradualmente mediante a observação de diversas regras sanitárias. Já nas regiões de saúde com risco gravíssimo e grave para coronavírus os eventos seguem proibidos. Os shows e cinemas ainda não foram autorizados.

    Para Bohrer, o desafio do setor durante a pandemia foi demonstrar que é possível fazer eventos com segurança.

    - Nós, do setor de eventos, assim como outros setores, conseguimos trabalhar de forma organizada, coerente, segura, acima de tudo pensando na saúde de todos. Nós pretendemos aqui na região de Florianópolis realizar um evento teste talvez e dessa forma capacitar profissionais e demonstrar como os protocolos devem ser atendidos – afirmou.

    Conforme o presidente do Fortur, a realização de eventos de forma clandestina durante a pandemia prejudica os milhares de empresários e trabalhadores que atuam de forma regularizada.

    - Essa confusão nos causa muito prejuízo, porque as pessoas, quando olham um evento ocorrendo de forma clandestina pensam que todo setor funciona assim. Na verdade, o clandestino é exceção e aqueles que pretendem voltar a trabalhar estão conscientes de que precisamos trabalhar com segurança e seriedade, porque se a pandemia volta a piorar, os maiores prejudicados somos nós mesmos – afirmou.

    Durante a pandemia, de acordo com Bohrer, o governo do estado divulgou que o prejuízo do setor de eventos foi cerca de R$ 1,5 bilhões em movimentação econômica.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas