nsc
nsc

Retomada em SC

Secretaria da Saúde autoriza a volta de eventos em SC; portarias definem regras

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
18/09/2020 - 21h01 - Atualizada em: 19/09/2020 - 21h08
Cinema de dentro dos carros
Cinema de dentro dos carros (Foto: Pixabay, divulgação)

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira (18) as regras para retomada da realização de eventos em Santa Catarina. O Estado autoriza a volta gradual das atividades, exceto nas regiões de saúde com risco gravíssimo para coronavírus, na cor vermelha, e na região de risco grave, na cor laranja. Regiões com cores amarela (risco alto) e azul (risco moderado) podem voltar. Os shows e cinemas ainda não estão autorizados.

> Tudo o que você precisa saber sobre as Eleições 2020

As regras determinadas com colaborações da Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur) e da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) são diferentes para eventos, museus, feiras e congressos (veja as portarias no final desta matéria).

Nas áreas amarelas, por exemplo, os eventos podem ser realizados com ocupação de 40% da capacidade, e nas áreas azuis, com 60% da capacidade. 

Para congressos, as regras em cidades de área amarela estabelecem ocupação de 50% em ambientes com capacidade para até 1.000 pessoas, e 40% para locais que podem receber até 1.500 pessoas. 

Para feiras e exposições, as regras são semelhantes às de eventos. 

De acordo com o presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari, essa série de protocolos é um avanço e permitirá uma retomada gradual e segura, alinhada com o que SC apresentou até agora, como um dos estados mais seguros do Brasil frente à Covid-19.

- São regramentos que foram criados com a participação direta do trade turístico, que tem expertise na área – disse Ferrari, que tem incluído o setor empresarial como colaborador na definição das regras.

Além das regras específicas para cada setor, todas as pessoas devem usar máscaras em eventos, ter disponível álcool gel, priorizar ambientes abertos e distância de 1,5 metro entre cada pessoa.

Reportagem publicada nessa sexta-feira (18) pelo G1/SC destacou - ponto a ponto - como ficaram as normas . Confira a lista:

Eventos

- proibidos em áreas com risco gravíssimo ou grave;

- em áreas com risco alto são permitidos eventos com até 40% da capacidade do estabelecimento;

- em áreas com risco moderado são permitidos eventos com até 60% da capacidade do estabelecimento;

- todos os frequentadores devem usar máscaras;

- deve ter álcool em gel 70% na entrada e em locais estratégicos;

- deve ser medida temperatura dos funcionários e do público. Pessoas com temperatura de 37,8°C ou mais não podem entrar, assim como aqueles que tiverem sintomas da Covid-19;

- recepção do evento deve ter marcação no chão para garantir distanciamento mínimo de 1,5 metros, assim como locais que possam ter filas, como buffets e bar de bebidas;

- clientes precisam respeitar distanciamento de 1,5 metros, a não ser que morem na mesma casa;

- organizadores e promotores de eventos devem guardar por 30 dias lista de clientes e fornecedores, para caso de confirmação de paciente com Covid-19 e posterior comunicação aos frequentadores;

- permitir somente o uso de sofás, mesas, cadeiras com superfícies higienizáveis nas áreas comuns. Também deve-se reduzir a quantidade de assentos para a capacidade de 30% do local;

- lixeiras devem ter tampa e pedal;

- organizadores devem fornecer equipamento de proteção individual adequado para os funcionários;

- bebedouros devem ser adaptados para serem usados apenas com copos.

Academias de ginástica

- nas regiões com risco gravíssimo para o coronavírus, academias só podem receber alunos até a ocupação de 30% da capacidade do estabelecimento;

- nas regiões com risco grave para o coronavírus, academias só podem receber alunos até a ocupação de 50% da capacidade do estabelecimento;

- nas regiões com risco alto para o coronavírus, academias só podem receber alunos até a ocupação de 70% da capacidade do estabelecimento;

- nas regiões com risco moderado para o coronavírus, poderá ser usada a capacidade de 100% do estabelecimento;

- alunos com sintomas de gripe ou febre não podem entrar na academia;

- alunos em grupo de risco, incluindo idoses, só poderão frequentar a academia com parecer médico;

- academia deve disponibilizar álcool em gel 70% na entrada;

- equipamentos de controle de entrada com digital devem ser desativados;

- alunos e funcionários devem usar máscaras;

- deve ser respeitado o distanciamento social de 1,5 metros entre as pessoas;

- cabelos devem ser mantidos presos;

- só estão autorizados bebedouros para uso de copos;

- deve ser feita limpeza na academia pelo menos uma vez por turno (manhã, tarde e noite);

- cada aluno só pode ficar, no máximo, uma hora na academia;

- academia deve organizar grupos para cada horário;

- deve haver 15 minutos de intervalo entre cada horário para evitar o encontro de alunos de diferentes turnos e para que se possa fazer limpeza;

- alunos e funcionários devem higienizar as mãos na entrada e saída da academia;

- equipamentos devem ser higienizados após cada uso;

- alunos devem evitar usar luvas;

- nas piscinas, disponibilizar álcool em gel 70% para que o aluno higienize as mãos antes de tocar na escada. Todos devem usar chinelos no ambiente onde fica a piscina. Após o fim de cada aula, devem ser higienizados as escadas, bordas da piscina, suporte de toalha e balizas.

Prova de roupas em lojas

- autorizadas apenas em regiões com risco alto ou moderado para Covid-19;

- clientes devem usar máscara durante a prova de roupas;

- lojas devem assegurar distância mínima de 1,5 metros entre os clientes;

- clientes devem higienizar as mãos com álcool em gel 70% ao entrar e sair dos provadores;

- provadores devem ser limpos após cada uso;

- roupas devolvidas devem ser limpas com passadeira a vapor ou devem ser deixadas em local arejado por período entre 48 e 72 horas.

Museus

- não podem funcionar em áreas com risco gravíssimo ou grave para Covid 19;

- em áreas com risco alto para Covid-19, só podem receber visitantes até preencher um terço da capacidade total do museu. É recomendável receber visitas individuais e previamente agendadas;

- em áreas com risco moderado para Covid-19, só podem receber visitantes até preencher metade da capacidade total do museu. É possível emprestar material de pesquisa, mas ele deve ser higienizado quando devolvido. Se não for possível essa higienização, deixar o acervo em quarentena por 96 horas;

- deve ser respeitado o distanciamento social de 1,5 metros entre as pessoas

- visitantes e funcionários devem usar máscaras;

- se necessário, é possível estabelecer limite de quanto tempo o visitante pode permanecer no museu;

- todos os funcionários do museu devem ser vacinados contra a gripe.

Concursos públicos

- candidatos e funcionários devem usar máscara;

- na entrada, deve ser medida a temperatura dos candidatos. Os que tiverem temperatura igual ou acima de 37,8°C, precisam fazer a prova em sala separada dos demais e ser orientado a procurar assistência médica;

- abrir os portões com 1h30 antes do início da prova, para evitar aglomerações;

- deve ser disponibilizado álcool em gel 70% na entrada e em locais estratégicos;

- ambientes devem ser arejados com ventilação natural. Deve-se evitar uso do ar-condicionado;

- só estão autorizados bebedouros para uso de copo.

(*Com informações do G1/SC)

Veja a íntegra das portarias publicadas

Portaria 710 - Sobre as normas para eventos em Santa Catarina

Portaria 712 - Sobre as normas para funcionamento de museus

Portaria 715 - Sobre as normas para congressos no Estado

Portaria 716 - Sobre as normas para realização de feiras

Leia mais:

Quem são os candidatos a prefeito em Florianópolis nas Eleições 2020

Vídeo flagra a reação de Carlos Moisés durante votação do impeachment

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas