nsc
dc

Isolamento social

O que é lockdown e como a medida de isolamento serve contra a Covid-19

Termo define uma forma mais rígida de isolamento

15/05/2020 - 08h58 - Atualizada em: 26/02/2021 - 10h57

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
lockdown
Restrição mais rígida de circulação de pessoas está em adoção em alguns lugares do Brasil
(Foto: )

O termo "lockdown", palavra em inglês que significa "confinamento", "bloqueio", tem aparecido com frequência nas conversas e até em falas oficiais quando o assunto é o novo coronavírus. Ele surge como sinônimo quando o assunto é a adoção de medidas ainda mais restritivas de isolamento social, para evitar a disseminação da Covid-19.

Ao decretar lockdown, governos municipais ou estaduais passam a controlar quais atividades e serviços devem funcionar em cada local. Medidas comuns no lockdown incluem a proibição da circulação de pessoas pelas ruas; proibição de permanência em parques, praias ou parques; fechamento de comércio e restaurantes; restrição de aglomerações em palestras, eventos e cultos religiosos; além da implementação de barreiras de fiscalização constantes.

Em Santa Catarina, em 2021, o lockdown foi decretado em dois fins de semana. Todos os serviços não essenciais serão fechados em todas as cidades do Estado entre as 23h desta sexta-feira (26) até as 6h de segunda-feira, 1º de março. O mesmo vai se repetir no fim de semana dos dias 6 e 7 de março, incluindo o final da noite da sexta-feira e a madrugada da segunda.

> Em site especial, leia tudo sobre o coronavírus

Lockdown suspende atividades não essenciais

Conforme a CNS, nos municípios considerados críticos a sugestão é que haja suspensão de todas as atividades não essenciais. No caso de infração, após orientada a população, é possível a aplicação de multa por descumprimento. Também é indicada a restrição da circulação de pessoas e de veículos particulares, com regras a serem definidas. As Forças Armadas e de Segurança devem trabalhar em parceria para monitorar o cumprimento do bloqueio total quando necessário, sugere o Conselho.

Alguns estados e município já têm utilizado o termo lockdown para explicar medidas mais restritivas de distanciamento social, mas não há uma regra única de como o fechamento total deve ocorrer.

​> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina​

​> Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

Em 2020, com o crescimento dos casos, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) chegou a defender o lockdown em todo o país e enviou no início da semana uma recomendação para Ministério da Saúde, governadores, secretários estaduais de saúde, prefeitos e secretários municipais de saúde sobre o tema. Porém, apenas alguns municípios aderiram ao pedido.

O documento recomendava o lockdown imediato em municípios onde existe aceleração de novos casos e com altas taxas ocupação dos serviço de saúde. Também solicitava, entre outras medidas, que houvesse uma fila única para os leitos de UTI nas redes pública e privada, para garantir prioridade no atendimento seja de qualquer doente por Covid-19.

> ​“Para que lockdown?”, diz Bolsonaro sobre Chapecó, onde sistema de saúde entrou em colapso

Como o lockdown já foi aplicado no Brasil

Conforme levantamento da Agência Brasil, o Maranhão foi um dos primeiros estados a empregar o termo, e o bloqueio iniciou ainda em maio do ano passado. Na Ilha de São Luís foi proibida a circulação, mantidos alguns serviços como mercados, farmácias e circulação de caminhões de carga.

No Pará, o confinamento passou a valer na capital Belém e em outras nove cidades também em maio de 2020. A população foi orientada a somente sair de casa para serviços essenciais. Quem estiver na rua e não consiga comprovar a necessidade, pode receber advertência ou até multas, de R$ 150 para pessoas físicas e até R$ 50 mil para empresas.

No Ceará, o governo decretou o isolamento social rígido na capital Fortaleza, no ano passado. Foram montados bloqueios para restringir a circulação em vias da cidade. As forças de segurança atuam para evitar aglomerações.

> Laboratório identifica 16 casos suspeitos da variante do Reino Unido em SC

> Prefeito de Xanxerê chora e apela por ajuda: "estamos dando um grito de socorro"

Pesquisas mostram lockdown como medida obrigatória

Segundo informações da Agência Brasil, um estudo lançado na semana passada por mais de 60 pesquisadores do Imperial College de Londres apontou o lockdown obrigatório como uma medida "que se provou efetiva na contenção da difusão do vírus". O centro de estudos e pesquisas sobre saúde analisou o caso brasileiro a partir de medidas adotadas em 16 estados no país, e projetaram que "na falta de intervenções mais fortes, um crescimento substancial futuro da epidemia é esperado [...], levando a uma piora da crise de saúde do Covid-19".

Outro estudo do Imperial College mapeou práticas de lockdown em diversos países como Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Itália, Noruega, Espanha, Suíça e Reino Unido. Os autores classificam o lockdown como "legislações ou regulações relativas à restrição de interação face-a-face, incluindo o banimento de eventos não essenciais, fechamento de escolas e espaços culturais e ordens para que pessoas permaneçam em casa".

* Com informações da Agência Brasil

Colunistas