nsc
dc

Passo a passo

Coronavírus: o que fazer em caso de suspeita da doença

Ministério da Saúde orienta a buscar atendimento ao sentir os primeiros sintomas, imediatamente

21/07/2020 - 05h00 - Atualizada em: 24/07/2020 - 11h39

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Antes do teste, todos os pacientes passam por uma triagem, inclusive em farmácias
Antes do teste de covid-19, todos os pacientes passam por uma triagem, inclusive em farmácias
(Foto: )

Com alta taxa de ataque, o novo coronavírus já infectou mais de 59,5 mil pessoas e matou ao menos 794 pacientes em Santa Catarina, conforme dados do governo estadual dessa quarta-feira (22). E, embora a população esteja alerta, os sintomas podem ser confundidos facilmente aos de muitas outras infecções. Nessas horas, a dúvida sobre onde e como buscar atendimento surge para muitas pessoas, já que cada região do Estado têm seu próprio protocolo de triagem e o diagnóstico somente é confirmado através do teste, agora também realizado em farmácias. 

> Confira dados atualizados por cidade no Painel do Coronavírus

Em Florianópolis, por exemplo, a população é orientada a ligar para o "Alô Saúde", antes de se dirigir a uma unidade básica de atendimento ou aos hospitais. O sistema também foi implantado em Blumenau, emJoinville, Chapecó, Lages e em muitas outras cidades catarinenses que aderiram ao programa depois que órgãos de saúde de todo o mundo orientaram a população a permanecer em casa ao sentir sinais leves da infecção.

Há cidades, no entanto, que não contam com o sistema telefônico, nem online, mas disponibilizam centros de triagem como opção primária ou ainda seguem a nova orientação no Ministério da Saúde, orientando o paciente a buscar uma Unidade Básica de Saúde imediatamente.

>> Coronavírus: sintomas, tratamento e como prevenir

Para todos os municípios, o governo catarinense disponibiliza uma ferramenta para quem prefere sanar as dúvidas antes de sair de casa, onde é possível realizar a triagem online. No endereço eletrônico, o paciente responde um questionário e obtém o resultado que confirma ou descarta a suspeita do coronavírus. Com a confirmação, a orientação é buscar uma unidade de saúde. Em SC, também é possível adquirir o teste rápido em farmácias cadastradas.

Triagem remota

Nas cidades que contam com atendimento de triagem remota, através de ligações ou online, o paciente que suspeitar da contaminação deve discar o número de atendimento local e relatar seus sintomas. Durante o atendimento à distância, receberá orientações para se dirigir até uma unidade de saúde, se necessário, onde os testes serão realizados. Confira abaixo os contatos nos principais municípios de SC.

Alô Saúde Florianópolis: 0800 333 3233.

Alô Saúde Blumenau: 156 (opção 2) ou no telefone (47) 3381-7792.

Ligue-Saúde ou Web-Saúde Joinville: (47) 3481-5165 para ligações ou mesmo através de mensagem no WhatsApp, opção 0.

Serviço de Triagem Médica Chapecó: (49) 2049-6500.

Lages Central 24h: (49) 3251-7601/02.

Centros de triagem

Nos municípios que contam com centros de triagem, como em Criciúma, o paciente deve se dirigir até o endereço, seguindo as orientações da Secretaria de Estado de Saúde de SC (SES), com máscara de proteção e respeitando regras de distanciamento social e etiqueta de tosse espirro. Os pontos de triagem contam com profissionais capacitados para examinar a população e aplicar os testes gratuitamente, quando necessário.

> Confira os endereços dos postos de saúde pública em SC

Teste em farmácias

Em SC, também é possível adquirir o teste rápido em farmácias. Os exames são feitos com uma gota de sangue do paciente e trazem no resultado a presença ou não dos anticorpos que o organismo produz contra o coronavírus. O resultado sai em cerca de 10 minutos. 

> Ivermectina: o que dizem defensores e críticos do uso contra o coronavírus

Esse exame, no entanto, será realizado no próprio estabelecimento, em sala reservada para este fim, após prévia entrevista ao paciente e feito por um farmacêutico, seguindo orientações da nota técnica elaborada pelos órgãos de saúde estaduais de SC. 

Novas orientações do Ministério da Saúde

A orientação do Ministério da Saúde era outra até dias atrás: deve buscar atendimento hospitalar somente ao notar dificuldades ao respirar. O protocolo de diagnóstico do governo federal, no entanto, mudou há poucos dias. Agora, a pasta orienta a buscar Unidades Básicas de Saúde imediatamente. 

> Vacina de Oxford contra coronavírus é segura e produz resposta imune, diz estudo

Confira os passos

1 - Procure imediatamente os postos de triagem nas Unidades Básicas de Saúde/UPAS ou outras unidades de saúde.

2 - Após encaminhamento consulte-se com o médico.

3 - Uma vez diagnosticado pelo médico, receba as orientações e prescrição dos medicamentos que você deverá usar.

4 - O médico poderá solicitar exames complementares

5 - Inicie o tratamento prescrito imediatamente.

6 - Mantenha seu médico sempre informado da evolução dos sintomas durante o tratamento e siga suas recomendações.

Confira a evolução do vírus em SC

Colunistas