nsc
    dc

    Expansão do vírus

    Coronavírus: Santa Catarina tem 9 cidades entre as 30 com mais casos por habitantes no Brasil 

    Com apenas um hospital de referência pelo SUS, região de Concórdia tem cinco cidades entre as primeiras do país com mais pacientes para cada 10 mil moradores

    30/04/2020 - 12h44 - Atualizada em: 30/04/2020 - 15h34

    Compartilhe

    Cristian Edel
    Por Cristian Edel Weiss
    Tenda de triagem montada pela prefeitura de Concórdia em frente ao Hospital São Francisco, único hospital pelo SUS na região para pacientes com covid-19
    Tenda de triagem montada pela prefeitura de Concórdia em frente ao Hospital São Francisco, único hospital pelo SUS na região para pacientes com covid-19
    (Foto: )

    Santa Catarina tem 9 cidades entre as primeiras 30 do país com maior incidência de casos do novo coronavírus (covid-19) proporcionais ao número de habitantes. A análise foi feita com base nos dados divulgados pelos Estados até a última terça-feira, 28 de abril. Seis cidades ficam localizadas no Oeste de SC, duas no Sul e uma na Grande Florianópolis. Entre os 30 primeiros lugares, Santa Catarina é o Estado com maior número de cidades, seguida por Amazonas e Paraná, ambos com seis. No país, a lista é liderada por Fernando de Noronha, que apresentava um índice de 91,47 casos para cada 10 mil habitantes até dia 28.

    :: Acompanhe as últimas notícias sobre coronavírus no site especial

    Lindóia do Sul, no Oeste, é a primeira de Santa Catarina e a quarta do país com maior proporção de casos por morador, com 30,68 doentes por 10 mil habitantes. Até o prefeito Genir Loli entrou na conta dos casos confirmados. Ele se recupera, em casa, há 10 dias desde que os sintomas apareceram. As vizinhas Presidente Castello Branco, Ipumirim, Arabutã, Irani e Vargem Bonita apresentam taxas entre 13 e 25 casos para cada 10 mil moradores.

    Com exceção de Vargem Bonita, todas as demais fazem parte da microrregião de Concórdia, a que apresenta a maior média de casos por 10 mil moradores do Estado: 9,14, mais de três vezes superior à média de Santa Catarina. A preocupação dos prefeitos da região é com o avanço acelerado dos casos, pois há apenas um hospital de referência para tratamento de covid-19 na região pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

    As demais cidades a figurar entre as 30 primeiras do país são Braço do Norte (6ª do país e segunda no Estado) e Gravatal, no Sul do Estado, e Antônio Carlos, na Grande Florianópolis.

    Região de Concórdia concentra maiores índices de SC

    Apenas na microrregião de Concórdia, que abriga 15 municípios, há 10 com casos confirmados do novo coronavírus. Mas a maior preocupação é com as cidades menores. Das 10 com pacientes diagnosticados com covid-19, 8 têm menos de 11 mil habitantes. Com menos estrutura, recorrem ao serviço de saúde de Concórdia.

    Das 10 cidades da microrregião de Concórdia com casos de covid-19, 5 estão entre as cidades com mais doentes por 10 mil habitantes no país: Lindóia do Sul, Ipumirim, Arabutã, Irani, Presidente Castello Branco, além da vizinha Vargem Bonita, na região de Joaçaba
    Das 10 cidades da microrregião de Concórdia com casos de covid-19, 5 estão entre as cidades com mais doentes por 10 mil habitantes no país: Lindóia do Sul, Ipumirim, Arabutã, Irani, Presidente Castello Branco, além da vizinha Vargem Bonita, na região de Joaçaba
    (Foto: )

    Epicentro da contaminação foi uma agroindústria no Oeste

    Na microrregião de Concórdia, a sede de um frigorífico é cogitada pelos prefeitos como o epicentro da maioria dos casos confirmados de covid-19. A empresa, localizada em Ipumirim, teve trabalhadores e prestadores de serviço infectados, possivelmente por uma funcionária que mora em Concórdia e teve o diagnóstico confirmado em 11 de abril e outros dois colegas que vivem em Ipumirim.

    Assim que a empresa tomou conhecimento do caso afastou os funcionários com sintomas, os que pertencem a grupos de risco e tomou medidas para higienizar os locais de trabalho.

    Dali (desde o primeiro caso) para frente começou a crescer, teve um pico desse foco no dia 21 e 22 de abril, depois disso sentimos outros focos que começaram a ocorrer na nossa região que proporcionaram a complicação desse volume considerável de casos. E isso, de certa forma, tem refletido na nossa cidade, porque Concórdia é o único município que tem hospital de porta aberta, que é o São Francisco, e que tem de absorver obrigatoriamente essas situações. Então isso tem nos causado uma preocupação muito grande. Rogerio Luciano Pacheco, prefeito de Concórdia

    Conforme o dado mais recente divulgado pelo governo do Estado, na noite desta quarta-feira, 29, a microrregião de Concórdia apresentava 122 casos. Mas, segundo as prefeituras, o número é ainda maior. Lindóia do Sul afirma ter três casos a mais do que o divulgado pelo Estado. Concórdia divulgou ter 89, 27 a mais do que o contabilizado pelo governo estadual.

    Vírus se espalhou rapidamente

    A reportagem comparou a evolução dos casos do primeiro dia desde a confirmação de casos de coronavírus até o 17º dia em cada microrregião de Santa Catarina. A microrregião de Concórdia foi a que apresentou o maior salto em relação às demais regiões do Estado no mesmo período. No 13º dia de surto, a região já tinha 44 pacientes diagnosticados com covid-19. Nos quatro dias seguintes quase triplicou o número de casos, como mostra o gráfico abaixo.

    Pressão sobre único hospital que atende SUS na região

    Prefeitura de Concórdia doou respiradores para leitos de UTI no Hospital São Francisco
    Prefeitura de Concórdia doou respiradores para leitos de UTI no Hospital São Francisco
    (Foto: )

    Pelo SUS, há apenas um hospital habilitado a receber pacientes com sintomas causados pelo coronavírus. É o São Francisco, localizado em Concórida. A unidade dispõe de 16 leitos de UTI adultos e 34 leitos de internação destinados a pacientes diagnosticados ou suspeitos de covid-19. Até a tarde desta quarta-feira, 29, a unidade tinha 10 pacientes na UTI e outros 20 internados na enfermaria.

    O hospital tem ainda outros 10 leitos de UTI reservados a pacientes com outras doenças, porque a unidade é referência na região em atendimento de alta complexidade.

    No São Francisco, estava internado o homem de 61 anos que teve a morte confirmada por coronavírus pelo governo do Estado no boletim desta quarta-feira. Em nota, a direção do hospital afirma que a maior dificuldade está na estrutura de equipamentos diversos e recursos humanos, mas que tem conseguido operar dentro da capacidade de atendimento.

    As alternativas para os pacientes da região são hospitais em Xanxerê, Joaçaba ou Chapecó, que ficam num raio de 100 quilômetros de distância. O governo do Estado afirmou, em nota, que monitora a evolução dos casos em todas as regiões de Santa Catarina e afirma que, "até o momento, o sistema público de saúde no Estado tem conseguido atender a demanda".

    Prefeituras organizam medidas para minimizar epidemia

    Os prefeitos da região tornaram obrigatório o uso de máscara. Em Lindóia do Sul, a prefeitura organiza nesta quarta e quinta-feira blitze no Centro da cidade para abordar motoristas e informar sobre os cuidados de prevenção ao vírus. Também haverá distribuição de máscaras para quem ainda não tiver.

    Vamos abordar os veículos e os pedestres e, se precisar chamar a atenção, faremos, que é para as pessoas entenderem que realmente o vírus chegou ao nosso município. Ou nos cuidamos ou toda a população vai passar por isso. Genir Loli, prefeito de Lindóia do Sul

    Em Concórdia, a prefeitura decretou a obrigatoriedade do uso de máscaras, fez desinfecção de áreas públicas, adquiriu testes rápidos e máscaras e criou uma central 24 horas para orientar a população. Desde terça-feira, instalou as tendas de triagem para atender pacientes com sintomas suspeitos de covid-19 para diminuir a aglomeração de pessoas dentro do pronto-socorro. Uma delas em frente ao Hospital São Francisco.

    Tenda de triagem montada pela prefeitura de Concórdia em frente ao Hospital São Francisco, referência do SUS na região para pacientes com covid-19
    Tenda de triagem montada pela prefeitura de Concórdia em frente ao Hospital São Francisco, referência do SUS na região para pacientes com covid-19
    (Foto: )

    – Não era algo que gostaríamos de fazer inicialmente, mas foi preciso para evitar aglomeração no pronto-socorro – explica o prefeito de Concórdia, Rogerio Luciano Pacheco.

    A prefeitura também disponibilizou recursos para ampliar os leitos de internação no Hospital São Francisco de 14 para 34. Também doou respiradores para equipar os leitos de UTI.

    Segundo o prefeito, uma das causas para o aumento perceptível de casos na região nos últimos dias é a ampliação da testagem, feita com testes rápidos que a prefeitura adquiriu.

    Regiões do Estado com altos índices de casos por habitante

    Para além da microrregião de Concórdia, outras cidades menores do Estado já apresentam índices superior a 10 casos por habitante. Caso de Braço do Norte (28,1 por 10 mil), rodeado por São Ludgero (12,68), Gravatal (14,78) e Pedras Grandes (10,06). Veja detalhes tocando sobre as cidades no mapa abaixo.

    Até o balanço desta quarta-feira, 29, a média de Santa Catarina era de 2,91 casos para cada 10 mil habitantes, o 15º lugar entre os Estados.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas