nsc
santa

Mistério

Corpo encontrado em escombros de casa em Brusque é de tatuador de 38 anos

Residência estava sendo demolida e trabalhadores encontraram o homem; Polícia Civil apura causa da morte

09/10/2021 - 19h31 - Atualizada em: 09/10/2021 - 19h37

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Causa da morte de corpo encontrado em meio a escombros em Brusque ainda é desconhecida
Causa da morte de corpo encontrado em meio a escombros em Brusque ainda é desconhecida
(Foto: )

Foi identificado como Jean Carlos Juttel o homem de 38 anos anos encontrado morto em meio aos escombros de uma casa demolida em Brusque, no Vale do Itajaí, nesta sexta-feira (8). Natural de Lages, ele morava em Blumenau e trabalhava como tatuador. Jean deixa duas filhas.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Trabalhadores encontraram a vítima em um terreno da avenida Getúlio Vargas junto aos destroços da residência. A casa estava sendo demolida há alguns dias. A equipe retirava o entulho do local com uma retroescavadeira quando percebeu as pernas de uma pessoa. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso e a causa da morte.

Nas redes sociais, familiares e amigos prestaram homenagens ao tatuador. Nos comentários as pessoas se mostram incrédulas e perguntam o que aconteceu. 

> Justiça de SC nega prisão a suspeito de fabricar e vender objetos nazistas

"Hoje o coração chora e dói em silêncio. Chora sem entender! Que a tua alegria contagie aí no céu. Não teremos mais você para darmos uma risada! O que eu podia fazer por você eu fiz em vida", escreveu uma amiga. 

Um primo agradeceu: "Obrigado cara por fazer parte da nossa família, não sei nem o que falar mais vo levar na pele a sua arte e na minha memória as suas lembranças descanca em paz primo"

As redes sociais também mostram que Jean fez "check in" em um estabelecimento no Centro de Brusque às 3:10 de sexta-feira (8). A delegada Flávia Cordeiro acredita que, considerando a rigidez do corpo, o óbito aconteceu logo depois, entre 4h e 10h de sexta.

> Bebê internado, fuga e carros destruídos: grave acidente em Gaspar mobiliza polícia e bombeiros

Segundo Flávia, o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) vai apontar a causa da morte. A investigação quer esclarecer se houve um homicídio ou se o homem morreu acidentalmente atingido pelas máquinas e escombros. Também não é descartada a possibilidade de que Jean tenha morrido por overdose, isso porque as informações preliminares apontam que ele estava no local usando drogas. Um exame toxicológico foi solicitado.

Leia também

Prédio mais alto da América do Sul tem Neymar, Luan Santana e números recordes em BC

Michel Temer surpreende família de SC que parou motor home em frente à casa dele

Festival de Teatro de Blumenau retorna em novo formato após dois anos

Colunistas