O corte de bolsas da Capes, anunciado em razão do bloqueio de recursos do governo federal, deixou mais de 100 mil estudantes de pós-graduação sem receberem os pagamentos do mês de dezembro em todo o país. Em Santa Catarina, 4,1 mil bolsistas de cursos de mestrado, doutorado e pós-doutorado foram afetados.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

UFSC anuncia pagamento de parte das bolsas após governo liberar recursos; confira prazos

Os números de bolsistas de SC divulgados pela Capes se referem apenas a estudantes de pós-graduação. Há ainda outros benefícios, como os concedidos a cursos de formação de professores, que também foram atingidos pelo bloqueio de recursos. Nesses casos, o órgão federal ainda não divulga dados por estados.

Na noite desta quinta-feira (8), o Ministério da Educação (MEC) liberou R$ 460 milhões para o pagamento de despesas da educação, incluindo bolsas de pós-graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Segundo o ministro da pasta, Victor Godoy, o pagamento será na próxima terça-feira (13) — mas o atraso afetou os pesquisadores, que recebiam, todos os mês, no quinto dia útil.

Continua depois da publicidade

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) anunciou também nesta quinta-feira a liberação de recursos que permitirão o pagamento de bolsas de monitoria e programas de assistência estudantil.

Reflexos em universidades federais

O último bloqueio do governo federal “zerou” a verba do Ministério da Educação para gastos tidos como “não obrigatórios”, como bolsas estudantis, salários de funcionários terceirizados e pagamentos de contas de luz e água. O argumento é de que o bloqueio seria necessário para não ultrapassar o “teto de gastos” da União.

Os cortes também provocam reflexos como o não pagamento de fornecedores e bolsas em institutos e universidades federais. Na UFSC, a situação motivou um protesto de estudantes com um bloqueio aos acessos à instituição. Em nota, o DCE da UFSC afirmou que o ato seria “em defesa de todos os estudantes e pesquisadores que já lidam hoje com a falta de perspectiva de receberem suas bolsas”.

Leia também

Professor tenta furar bloqueio de alunos e provoca confusão na UFSC

Postos de SC têm falta de combustíveis após problema em tubulação da Petrobras

Vereadora beijada à força em Florianópolis leva o caso à polícia: “Enojada”

Destaques do NSC Total