nsc
dc

HENRIQUE BILBAO

Covid-19: como chatbots podem ajudar

Diante da pandemia, têm se preocupado muito com o tipo de informação acessada por toda a população.

05/08/2020 - 13h57

Compartilhe

Por Tech SC
Covid-19: como chatbots podem ajudar
Como Chatbots podem ajudar.
(Foto: )

henrique
(Foto: )

Diante de uma pandemia como a do novo coronavírus (Covid-19), governos e órgãos de saúde oficiais têm se preocupado muito com o tipo de informação acessada por toda a população. É aí que profissionais da área da tecnologia de todo o mundo participam ativamente das ações que objetivam criar ferramentas para ajudar as pessoas a enfrentarem a crise, dando suporte e orientação.

No dia a dia normalmente atribuímos a utilização dos chatbots e assistentes virtuais a dúvidas simples como, por exemplo, verificar a previsão do tempo do dia, acessar algum aplicativo bancário, emitir a segunda via de algum boleto, acompanhar um pedido realizado pela Internet… São inúmeras funções simples e que podem acabar passando despercebidas.

> A tecnologia no centro de tudo: o que esperar de um mundo digitalizado

Mas, nos desafios pontuais como este que estamos vivendo agora, em tempo de Covid-19, que também podemos perceber o quanto a tecnologia é nossa aliada e pode contribuir. Grandes instituições como a UNICEF, o Ministério da Saúde, prefeituras por todo o Brasil, a Microsoft, inúmeros hospitais, entre outros, estão fazendo uso dos chatbots para poder munir seus usuários de informações confiáveis e orientações sobre o novo coronavírus.

Em um período em que a maioria da população está em casa e a comunicação tem sido realizada quase que em sua totalidade pela internet, o uso dos chatbots podem simplificar o atendimento online para identificar de forma escalável como ajudar cada pessoa de forma individual.

As desinformações acerca do Covid-19 podem ocasionar:

- Pessoas não sabem o que é verdade ou fake news;

- Alto risco de contaminação em hospitais;

- Exposição dos médicos, pois a triagem atual exige humanos em todas as etapas;

- Superlotação de leitos, entre outros motivos.

É por este motivo que projetos que envolvam a tecnologia neste momento têm sido tão explorados positivamente.

Aqui em Santa Catarina, por exemplo, um projeto chamado Telemedicina desenvolveu um robô capaz de realizar uma triagem online de sintomas e casos preocupantes, conectando as pessoas que estão com suspeita do novo coronavírus a profissionais de saúde que, remotamente, podem fazer uma análise prévia e orientar as pessoas sobre se devem permanecer em isolamento social em casa ou procurar atendimento médico.

> Unimed traz robô Laura para triagem de Covid-19

O robô possui conteúdos atualizados com base nas orientações de órgãos oficiais da saúde, e atende a todo o público respondendo dúvidas sobre o vírus, como ele pode ser transmitido, sintomas da doença, maneiras de prevenção, além de realizar uma triagem por meio de perguntas e respostas para pessoas que possam estar apresentando sinais de contaminação pela Covid-19.

O principal objetivo deste e de todas as demais iniciativas no Brasil e no mundo é abrir um canal de comunicação fácil e eficaz para que toda a população possa obter informações oficiais que possam mantê-las em segurança, promover um ambiente de informações seguras e confiáveis, e combater as fake news. Em sua maioria, o acesso a estes chatbots pode ser realizado em sites e também por aplicativos de mensagem como o WhatsApp.

> Inovações tecnológicas levam mais produtividade para as empresas

Neste momento, informações de fontes seguras fazem toda a diferença. Espalhe esta ideia e fique em casa.

Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Colunistas