Fazer exercícios para se ter uma rotina mais saudável é algo que está na vida de muitos de nós, não é mesmo? E quem pratica com mais frequência certamente já ouviu falar da creatina. O suplemento ganhou muito espaço em discussões e artigos, além de ser muito consumido por quem faz academia. Mas você sabe o que é a creatina?

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

E o que acontece no organismo de quem consome? Confira nessa matéria um pouco mais sobre o suplemento que promete resultado nos treinos.

O que é a creatina?

Antes de mais nada, a creatina é um aminoácido, e o nosso organismo produz a substância naturalmente. Porém, quando começamos a fazer exercício, o corpo pode demandar mais e é necessário suplementar. Também é possível encontrar a creatina em alimentos como carnes e peixes, mas para ter efetividade no treino, é recomendada a versão concentrada da substância.

Continua depois da publicidade

O armazenamento maior dela é nas fibras musculares, porém uma parte menor vai para o cérebro. 

Para que serve?

A creatina é o componente natural responsável por produzir a energia das células musculares, resultando na força e no tônus muscular.

Esse é o motivo de ser um dos suplementos preferidos de quem faz atividades físicas com intensidade alta e frequência. No entanto, para quem quer colocar a creatina como suplemento contínuo, é indicado procurar um médico antes, tendo em vista que quantidades muito altas da substância podem afetar os rins.

O que acontece no corpo quando tomamos creatina

As vantagens da creatina são muitas, tanto para quem treina, quanto para alguns grupos específicos como os idosos, dando uma qualidade de vida maior. A seguir explicaremos alguns desses benefícios.

Continua depois da publicidade

Aumento da massa muscular

A suplementação com creatina é utilizada para frear um pouco da perda de massa muscular Portanto, pode ser um grande aliado para idosos e pessoas que recém saíram de internações, ou que ainda estão acamadas. Assim, é possível ter um pouco mais de facilidade nas tarefas rotineiras. 

Reforço muscular

Quem nunca sentiu aquele incômodo muscular durante e depois da academia? Qualquer tipo de exercício físico gera algum tipo de desgaste muscular, e quanto mais intenso o treino for, maior é o desgaste. Neste contexto, a creatina pode ser uma grande aliada, recuperando os tecidos musculares e diminuindo o inchaço depois das atividades.

Continua depois da publicidade

Prevenção de doenças crônicas

Além de tudo, a creatina, quando reunida com exercícios físicos e uma alimentação saudável, pode diminuir o risco de algumas doenças crônicas.

Quadros como problemas cardíacos podem ser freados com o ganho de massa magra que o exercício físico e a substância trazem.

Efeitos colaterais da creatina

Não é porque é natural que a creatina não pode te trazer problemas. A substância, se consumida de forma exagerada, pode gerar náusea, vômito, diarreia, mas isso depende de como cada corpo vai reagir.

Continua depois da publicidade

Outro efeito até mais grave é algum tipo de dano no fígado e nos rins. Por isso, antes de consumir, um médico deverá ser consultado, e durante a suplementação a ingestão de líquidos deve ser prioridade.

Leia também

O que acontece no seu corpo quando você não “desliga” das telas

Os sinais de que a gripe está indo embora do organismo

Destaques do NSC Total