A Cruz Vermelha de Criciúma, junto à Equipe Multi-Institucional e em parceria com o Grupo Regional de Ações Coordenadas (GRAC) de Criciúma, segue recebendo donativos para as vítimas da catástrofe do Rio Grande do Sul. Até o momento, a entidade já arrecadou aproximadamente 500 toneladas de mantimentos.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Nos próximos dias, a tendência é que o povo do estado vizinho precise ainda mais desses donativos. Por isso, as arrecadações continuam por tempo indeterminado.

Polícia de SC em alerta para vinda de faccionados com enchente no RS

— Tudo aquilo que a gente pediu no início, as pessoas vão sentir falta daqui um tempo e vamos ter que reabastecer. Vai ser uma campanha longa, não sabemos quando vai terminar — explicou o vice-presidente da Cruz Vermelha de Criciúma, Almir Fernandes.

Continua depois da publicidade

Em Criciúma, o principal ponto de arrecadação é o Ginásio Colombo Salles, anexo ao Estádio Heriberto Hülse. As doações mais urgentes são produtos de higiene pessoal e limpeza, além de alimentos prontos e de fácil consumo.

— Se as pessoas forem doar roupas, doem agasalhos, roupas de lã e cobertores. As temperaturas estão baixando e eles precisam disso, além de peças íntimas também — pontuou o vice-presidente.

Três corpos são encontrados enterrados em praia de SC

Além disso, a necessidade de mais voluntários continua. Quem tem interesse em participar da organização, triagem e carregamento das doações, pode ir direto ao ginásio, que está funcionando das 8h30min às 18h, sem parar ao meio-dia. Para tirar dúvidas com a Cruz Vermelha, é só entrar em contato pelo telefone (48) 99954-1370 ou pelas redes sociais.

Veja imagens da atuação da Cruz Vermelha em Criciúma

Continua depois da publicidade

Leia mais

Fotos revelam destruição no Sul de SC após passagem das chuvas

Criciúma abre Centro de Acolhimento para vítimas de tragédia no Rio Grande do Sul

Destaques do NSC Total