nsc
santa

Sem respostas

Dois meses depois, motivo de queda de ponte em Brusque ainda é um mistério

Cabeceira da estrutura no bairro Santa Terezinha desabou com três carros em cima

21/06/2021 - 16h58 - Atualizada em: 21/06/2021 - 19h03

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Quatro pessoas estavam nos veículos que passavam pela ponte quando ela cedeu
Quatro pessoas estavam nos veículos que passavam pela ponte quando ela cedeu
(Foto: )

O que causou a queda de uma ponte em Brusque no dia 21 de abril deste ano ainda é uma incógnita. Dois meses depois do incidente, a prefeitura informou ao Santa que não sabe quais foram os fatores que levaram a estrutura do bairro Santa Terezinha ao chão. A Secretaria de Infraestrutura Estratégica acredita ter uma posição dentro de 30 dias.

> Receba notícias do Vale do Itajaí direto no Whatsapp.

O prazo não está cravado, pois depende de outros fatores. É que apenas um dos laudos sobre o desabamento ficou pronto até agora. Trata-se do documento elaborado por engenheiros da própria prefeitura que vistoriaram o local. Esse material foi entregue à comissão que cuida do caso na última sexta-feira (17).

Ainda falta o laudo elaborado pela empresa que estava executando a obra na Avenida Beira-Rio. Imagens feitas dias antes do incidente mostram uma escavação na parte inferior à ponte, o que poderia ter relação com a queda. Segundo a secretária Andrea Volkaman, a empreiteira deve ser intimada a apresentar o documento.

A cabeceira da ponte cedeu na noite do dia 21 de abril. Três carros, com quatro pessoas, trafegavam sobre a estrutura quando ocorreu o desabamento. Apesar do susto, ninguém se feriu. Além de comprometer o trânsito, o episódio afetou o abastecimento de água na região e houve vazamento de gás. 

Recuperação

A estrutura da ponte Santos Dumont está sendo recuperada. Atualmente os trabalhos se concentram na construção da base de sustentação das vigas, que também servirá de contenção da cabeceira. A expectativa da prefeitura é de que tudo fique pronto e o tráfego seja novamente liberado em agosto. 

De acordo com a secretária de Infraestrutura, o trabalho é executado pela empresa que estava atuando no local com a obra da Avenida Beira-Rio. Nao houve licitação e Andrea não soube informar o valor estimado nos serviços de reparo.

— Está em análise na comissão processante como vai ser liquidado isso — afirma.

Nova base está sendo erguida para sustentar a ponte Santos Dumont
Nova base está sendo erguida para sustentar a ponte Santos Dumont
(Foto: )

História se repete

Após 48 dias do desabamento da ponte no bairro Santa Terezinha, outra ponte cedeu em Brusque. Era 9 de junho quando a estrutura na Rua Ernesto Bianchini, no bairro Guarani, foi ao chão. 

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da queda. Na data, em entrevista à Rádio CBN, o prefeito Ari Vequi pontuou que a chuva forte da noite anterior e a idade da ponte podem ter contribuído para mais um incidente.

Por precaução, a prefeitura vai vistoriar ao menos outras 20 pontes de concreto da cidade para ver se alguma apresenta perigo. Neste momento as atenções se voltam à ponte sobre o Rio Limeira na Rua Itajaí. A estrutura recebeu sinalização quanto a peso e altura e chegou a ser interditada temporariamente pelo município.

>> Vídeo flagra mulher 'engolida' por ponte que desabou em Brusque

Colunistas