nsc
dc

Eleições

Eleitores de 11 cidades de SC têm até esta sexta para fazer cadastramento biométrico

Para aqueles que ainda não compareceram à revisão devem agendar seu atendimento pelo site do TRE-SC ou pelo Disque-eleitor 

30/08/2019 - 11h38 - Atualizada em: 30/08/2019 - 13h56

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
O objetivo é atualizar o cadastro de votantes de cada município
(Foto: )

Encerra nesta sexta-feira (30) o prazo para os eleitores das cidades de Anita Garibaldi, Arabutã, Arvoredo, Bom Jesus, Faxinal dos Guedes, Itá, Pedras Grandes, Seara, Treze de Maio, Xanxerê e Xavantina comparecerem à Justiça eleitoral para o cadastramento biométrico obrigatório.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) até o inicio da tarde desta quinta-feira (29), os índices de comparecimento do eleitorado nas cidades eram: Anita Garibaldi (75,92%), Arabutã (81,07%), Arvoredo (81,11%), Bom Jesus (85,55%), Faxinal dos Guedes (85,76%), Itá (75,38%), Pedras Grandes (71,63%), Seara (79,92%), Treze de Maio (76,73%), Xanxerê (82,36%) e Xavantina (85,88%).

O TRE-SC informou que o objetivo da revisão do eleitorado é atualizar o cadastro de votantes de cada município, fazendo com que o eleitor que não tenha mais vínculo promova a transferência para a cidade onde efetivamente reside.

Os eleitores que ainda não compareceram à revisão devem agendar seu atendimento pelo site do TRE-SC ou pelo Disque-eleitor, ligando para o 0800 647 3888, e comparecer na data escolhida portando documento de identificação com foto, comprovante de residência emitido nos últimos três meses e comprovante de alistamento militar - no caso de homens maiores de 18 anos que vão fazer o primeiro título.

Ao fazer o cadastramento, o eleitor evita o cancelamento do título e as sanções decorrentes disso, como a impossibilidade de votar nas eleições de 2020, o pagamento de multas, impedimentos relacionados à emissão de passaporte, participação em concursos públicos e posse em cargos públicos, matrícula em universidades, dentre outros.

O cancelamento do título, no caso de eleitores com mais de 70 anos, não gera a suspensão do CPF e nem do recebimento do benefício previdenciário.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Política

Colunistas