nsc
    dc

    Eleições

    Eleitores de mais 32 cidades catarinenses devem fazer revisão biométrica

    Eleitores devem comparecer aos cartórios em que estão inscritos para renovar os cadastros

    11/03/2019 - 17h34 - Atualizada em: 11/03/2019 - 18h06

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação DC
    Quem não comparecer no prazo terá o título de eleitor cancelado
    Quem não comparecer no prazo terá o título de eleitor cancelado
    (Foto: )

    A Justiça Eleitoral iniciou nesta segunda-feira (11) a revisão biométrica dos eleitores de 32 cidades catarinenses. O procedimento tem como objetivo renovar os dados e cadastrar as impressões digitais de quem vive e vota nesses municípios para as próximas eleições. Em 2020, os brasileiros voltam às urnas para escolher os novos prefeitos e vereadores.

    Conforme o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), saiba onde o recadastro está sendo feito:

    - Brunópolis (7ª Zona Eleitoral)

    - Alto Bela Vista e Peritiba (9ª ZE)

    - Guatambú (35ª ZE)

    - Bandeirante (45ª ZE)

    - Águas Frias (66ª ZE)

    - Aurora (102ª ZE)

    - Schroeder (17ª ZE)

    - Catanduvas (18ª ZE)

    - Vitor Meireles (14ª ZE)

    - Pedras Grandes e Treze de Maio (33ª ZE)

    - Arroio Trinta e Iomerê (36ª ZE)

    - Itaiópolis (38ª ZE)

    - Grão-Pará e Rio Fortuna (44ª ZE)

    - Mirim doce e Rio do Campo (46ª ZE)

    - Ibicaré e Treze Tílias (47ª ZE)

    - Santa Cecília (51ª ZE)

    - Atalanta (57ª ZE)

    - São João do Oeste e Tunápolis (65ª ZE)

    - Bom Jesus do Oeste

    - Modelo, Serra Alta e Sul Brasil (83ª ZE)

    - São Martinho (99ª ZE)

    - Otacílio Costa (93ª ZE)

    - Anita Garibaldi (52ª ZE)

    Cada cidade tem cronograma específico

    Os moradores dessas cidades vão se juntar aos de outros 55 municípios que já estão realizando o procedimento. Cada cidade tem um cronograma específico para a realização do cadastro. No dia 18 de março, a revisão começa também em Morro Grande e Timbé do Sul. Já em Matos Costa, o cadastro termina no dia 29 de março.

    A penalidade para quem perder o prazo é a mesma: o título eleitoral é cancelado e o eleitor fica proibido de participar da escolha no próximo ano. Além disso, a perda do documento gera uma série de transtornos, como a impossibilidade de registrar um novo emprego, entre outras.

    Para realizar a revisão é preciso comparecer ao cartório eleitoral portando um documento com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência atualizado. Quem quiser evitar filas pode agendar o atendimento no site do TRE-SC ou pelo telefone 0800 647 3888.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas