Um filhote de gato “sapeca” deu trabalho para os bombeiros militares na manhã do último domingo (22) em São Bento do Sul. Com apenas 5 meses, o felino escalou uma árvore de 15 metros. Apesar da coragem de subir, o pequeno não conseguiu descer e precisou ser resgatado pelos socorristas.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp 

Os bombeiros foram acionados para fazer o resgate por volta das 9h30min. O proprietário da casa relatou que o animal havia subido a árvore no dia anterior e ficado no local após não conseguir descer.

FOTOS: Conheça 5 casas com arquitetura diferenciada para alugar em SC

De fato, o local era alto. Quinze metros correspondem, aproximadamente, a um prédio com cinco andares. 

Continua depois da publicidade

— A altura da árvore tornava o resgate desafiador, mas os profissionais empregaram técnicas especializadas para alcançar o gato — informaram os socorristas por meio de nota.

Com a ajuda de esporas e talabartes, equipamentos para resgate em altura, os bombeiros conseguiram se aproximar do felino, que estava calmo e, aparentemente, faminto.

Para conseguir trazer o filhote para ainda mais perto foram usados petiscos como incentivo. O gato foi pego e desceu de rapel no colo do bombeiro.

Continua depois da publicidade

— A descida foi realizada com cuidado para garantir a segurança do animal. Finalmente, o gato foi entregue aos aliviados proprietários, encerrando com sucesso essa missão de resgate. Essa história nos lembra que, às vezes, até os nossos amigos peludos precisam de uma mãozinha para voltar ao chão firme, e nós estamos sempre dispostos a ajudar — finalizaram os bombeiros. 

Socorristas fazem resgates em locais inusitados

Cães e gatos, por muitas vezes, fogem para alguns locais inusitados e não conseguem retornar para casa. Há pouco mais de um mês, também na região do Planalto Norte de Santa Catarina, os bombeiros precisaram fazer outro resgate desafiador: o de um cachorro que caiu em um canyon.

O cachorro foi encontrado após sumir e um morador realizar buscas pela mata. O local possui grandes paredões de pedra e desfiladeiros. Durante a caminhada, ouviu os latidos. Ao se aproximar do canyon ele conseguiu ver o animal, que ficou desaparecido por cerca de uma semana.

Continua depois da publicidade

Em seguida, os bombeiros foram chamados para fazer o resgate. Para conseguir acessar o local, foi necessário percorrer uma estrada de 40 quilômetros e uma trilha de mata por mais dois quilômetros.  

O cão estava em um canyon formado pela ação das águas de uma cachoeira, com mais de 20 metros de altura.

Assim como o gatinho que subiu uma árvore de 15 metros, os bombeiros tiveram que usar técnicas de salvamento em altura, como o rapel, para conseguir retirar o cachorro do local.

Por fim, o resgate foi concluído com sucesso. Conforme os bombeiros, o cão estava assustado, mas sem ferimentos. Em seguida, ele foi entregue aos cuidados do tutor.

Continua depois da publicidade

Leia também

FOTOS: Conheça casas na árvore para alugar em SC e “voltar a ser criança”

Fotos antigas mostram como era a Tupy antes de ter lucro milionário em Joinville

“Melhor experiência”: conheça a casa com um dos aluguéis mais caros de Joinville

Destaques do NSC Total