nsc
    nsc

    SantaCred

    Empréstimo pessoal para negativados: Entenda quando e como solicitar esse recurso

    Saiba quando solicitar crédito pessoal para pagamento de dívidas é um bom negócio e descubra como pedir um empréstimo para negativados

    02/03/2021 - 11h01

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Empréstimo para negativados
    Planejamento financeiro é peça-chave para sair do endividamento e empréstimo pessoal pode ser uma boa alternativa para limpar o nome na "praça".
    (Foto: )

    O Brasil encerrou o ano de 2020 com o maior número de pessoas endividadas nos últimos 11 anos. De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 66,5% dos brasileiros entraram em 2021 com alguma dívida. Ainda segundo a CNC, o número de inadimplentes (pessoas com dívidas ou conta em atraso) ultrapassou os 25%, e o tempo médio de endividamento foi de 7,2 meses.

    Cartões de crédito são os grandes vilões do endividamento pessoal

    O relatório da CNC aponta, ainda, que as principais fontes de dívidas dos brasileiros são cartões de crédito (78,7%). E isso se deve tanto pelo grande número de pessoas que recorrem ao cartão de crédito para realizar compras e pagamentos quando não têm dinheiro em conta, quanto pelos altos juros praticados pelos bancos e operadoras de cartão.

    >> Vale a pena pegar empréstimo online para pagar dívida?

    De acordo com a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), no fim do ano passado, as taxas de juros do cartão de crédito eram de 253,26% ao ano.

    O cheque especial também é outro inimigo da saúde financeira, pois muita gente utiliza o limite oferecido pelo banco como se fosse dinheiro próprio e acaba presa em uma soma de juros difícil de liquidar. Segundo a Anefac, os juros do cheque especial eram de 125,98% ao ano, em dezembro de 2020.

    Quando pedir um empréstimo é um bom negócio

    Estar com o “nome sujo” pode trazer inúmeros problemas práticos e morais. Afinal, ficar devendo “na praça” nunca é uma posição confortável. Porém, mesmo não sendo uma opção, as dívidas são, algumas vezes, inevitáveis.

    O que é preciso ter em mente é a urgência de se adotar um planejamento financeiro que contemple a quitação das dívidas para que se ganhe mais estabilidade, segurança e conforto.

    O primeiro passo para se planejar financeiramente é entender em quais casos é compensatório pedir um empréstimo para pagar outras contas.

    >> Entenda como funcionam os empréstimos pessoais e o que é preciso saber antes de solicitar um

    Basicamente, é preciso calcular os juros do empréstimo solicitado e o valor total; e calcular os juros das dívidas que serão saldadas com o dinheiro tomado por empréstimo. Em geral, a quantia que será gasta com pagamento do empréstimo tende a ser consideravelmente inferior.

    Cada caso deve ser avaliado pontualmente, porém, nas seguintes situações, é vantajoso realizar empréstimo para saldar dívidas:

    - Para quitar cartão de crédito e/ou cheque especial

    Como já foi falado anteriormente, os juros e encargos do cartão de crédito e do cheque especial são os mais altos do mercado, sendo interessante a obtenção de crédito pessoal a juros mais baixos.

    - Para retirar o nome do Serasa e/ou do SPC

    Pessoas com débitos recorrentes ou antigos podem acabar com o nome nos serviços de proteção ao crédito e sofrerem restrições de compra.

    Quando se pretende fazer alugar um imóvel ou financiar a compra um imóvel ou automóvel, ter o nome sujo é um impeditivo. Alguns bancos ou financeiras pedem mais de três meses após se ter “limpado o nome” para avaliar a solicitação de financiamento.

    - Para obter desconto na dívida em pagamento à vista

    Anualmente, o Serasa realiza o “Feirão Limpa Nome”, que permite que oferece aos devedores oportunidades de quitarem suas dívidas com descontos de até 90%. Outros órgãos, como prefeituras (nos descontos para pagamento do IPTU à vista, por exemplo), e lojas que oferecem crediário, também costumam renegociar as dívidas com grande redução do valor total.

    Nesses casos, o empréstimo pessoal se torna uma solução bastante interessante.

    Como pedir um empréstimo estando com o nome sujo?

    Conseguir um empréstimo é um dos grandes desafios para quem está com o nome sujo. Os bancos e financeiras tradicionais somente disponibilizam crédito para quem está com as contas em dia.

    Então, como conseguir capital para quitar as dívidas?

    Muitas pessoas recorrem a amigos ou familiares, mas isso pode causar algum mal-estar e até rompimento nas relações, pois nem sempre as pessoas podem ou querem emprestar dinheiro.

    Nesses casos, recorrer a um empréstimo para negativados é uma saída eficiente e rápida. Muitas empresas oferecem crédito com condições especiais de pagamento para pessoas negativadas. No entanto, é preciso ficar atento para não cair em golpe e acabar tendo ainda mais problemas.

    Pesquisar a empresa antes de realizar qualquer transação e, principalmente, jamais realizar nenhum tipo de depósito caução para garantir o empréstimo são cuidados importantes. As empresas de crédito sérias não solicitam nenhum pagamento antecipado nem trabalham com atravessadores.

    Com o empréstimo pessoal on-line SantaCred, é possível simular o empréstimo, assim, se tem a ideia das parcelas e do valor final a ser pago e solicitar a quantia desejada diretamente no site, de maneira eficiente. 

    O dinheiro entra na conta até um dia após a aprovação da solicitação, e o pagamento pode ser feito em até 36 meses, com juros justos e transparentes. Outra vantagem importante: a SantaCred não pede automóvel, imóvel, nem nenhum outro bem como garantia.

    A SantaCred oferece empréstimos 100% digitais de forma tecnológica, sem burocracia e tem a solução de crédito ideal para quem busca um serviço rápido e seguro. Faça uma simulação agora mesmo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas