nsc
    dc

    Tempo seco

    Epagri/Ciram alerta para onda de calor com baixa umidade do ar em SC

    Condição, que deve seguir pelo menos até domingo, pode causar prejuízos à saúde

    12/03/2020 - 11h21 - Atualizada em: 12/03/2020 - 11h25

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Onda de calor em SC
    (Foto: )

    A Epagri/Ciram, que monitora as condições do tempo em Santa Catarina, emitiu uma nota na manhã desta quinta-feira (12) em que alerta para uma onda de calor e de baixa umidade relativa do ar em todas as regiões do Estado. A condição deve seguir pelo menos até domingo (15).

    Segundo o órgão, o calor intenso, com máximas de 35°C a 38°C, pode elevar as temperaturas para os 40°C no final de semana.

    A nota destaca que o ar segue muito seco, com valores de umidade relativa abaixo de 40% na maioria das regiões, podendo atingir valores de 15% a 20%, especialmente no Oeste catarinense.

    Valores de umidade abaixo do considerado ideal são observados desde o último fim de semana. Nas últimas 24 horas, cidades do Oeste já registraram índices próximos de 20%. Em Anchieta, a umidade ficou em 23%, e em Ponte Serra e Apestre, 21%.

    Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), índice de umidade entre 20% e 30% caracteriza estado de atenção, e entre 12% e 20%, estado de alerta.

    O tempo seco já afeta o abastecimento de água, a geração de energia e também a produção e grãos em cidades do Oeste de Santa Catarina.

    A condição de ar seco também tem consequências na saúde humana, deixando as pessoas mais vulneráveis a crises de asma e a infecções virais e bacterianas, alertam especialistas. Dor de cabeça, rinites alérgicas, sangramento nasal, ressecamento da pele e cansaço são outros prejuízos causados pela baixa umidade.

    Preocupação com queimadas

    A Epagri/Ciram destaca que a condição de baixa umidade do ar favorece ainda focos de queimada em pontos isolados de Santa Catarina. Nesta quarta (11), focos de incêndio surgiram no Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florianópolis, e os bombeiros seguiam monitorando a área nesta quinta.

    Em Lages, na Serra catarinense, o fogo foi em uma vegetação na BR-282, no bairro Chapada. Em Agrolândia, no Vale do Itajaí, outro incêndio foi registrado em uma área de reflorestamento de eucalipto.

    Domínio de ar seco

    Leandro Puchalski, meteorologista da NSC Comunicação, explica que a baixa da umidade relativa do ar ocorre sempre que as temperaturas sobem. Nos últimos dias, a condição é favorecida pelo domínio do ar seco e a ausência de nebulosidade.

    — Com isso, a temperatura dispara bastante, e quanto mais ela subir, mais a umidade do ar vai baixar. Isso ocorre principalmente nas áreas mais distantes do litoral, com menor influência do mar — destaca Leandro.

    O meteorologista da NSC também comenta que as condições do tempo devem seguir pelo menos até o fim de semana com o mesmo comportamento. Já na próxima semana, as temperaturas devem continuar altas, mas com previsão de ar quente e úmido, com possibilidade de pancadas de chuva aos finais de tarde.

    Dicas para enfrentar a condição

    Manter-se hidratado

    - Ingerir bastante líquidos.

    - Preferir alimentos como frutas e vegetais.

    Manter o ambiente úmido

    - Umedecer o ar das casas com vasilhas, toalhas ou roupas úmidas nos cômodos.

    Evitar irritações

    - Limpar olhos com algodão e água esterilizada, a fim de evitar algum tipo de contaminação.

    Fonte: Defesa Civil de SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas