nsc
    dc

    Impeachment

    ‘Esperamos arquivamento do processo e acreditamos na Justiça’, diz Moisés

    Em vídeo, governador afirma que “não há justa causa” para afastamento dele e da vice no caso dos procuradores do Estado, que é julgado nesta sexta (23)

    23/10/2020 - 07h48 - Atualizada em: 23/10/2020 - 09h01

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Governador Carlos Moisés
    O governador Carlos Moisés em vídeo divulgado nesta sexta-feira (23)
    (Foto: )

    O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) afirmou nesta sexta-feira (23) que espera o arquivamento do processo de impeachment e que acredita na Justiça. Ele declarou que não há “justa causa” para que ele a vice-governadora sem afastados no caso do aumento salarial concedido a procuradores do Estado.

    > AO VIVO: acompanhe a votação do impeachment de Moisés e Daniela no tribunal de julgamento

    > Tire dúvidas sobre o processo de impeachment de Carlos Moisés e Daniela Reinehr

    O tribunal de julgamento do governador Moisés da vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), ocorre nesta sexta-feira (22), no plenário da Assembleia Legislativa (Alesc), em Florianópolis.Caso o processo seja aprovado, Moisés e Daniela serão afastados dos cargos por até 180 dias para o julgamento do impeachment.

    Em um vídeo divulgado pela assessoria do governo, Moisés afirmou que nem ele nem Daniela têm “participação efetiva” na equiparação salarial que motiva o processo, e enfatizou que a gestão liderada por ele tem “entregado o melhor” para os catarinenses.

    — O que esperamos no dia de hoje é o arquivamento desse processo de impeachment, acreditamos na Justiça, acreditamos que a Justiça será feita e que não há justa causa para retiramos um governador e uma vice-governadora por uma razão que, de fato, nenhum dos dois têm participação efetiva no ato — declarou.

    Moisés também voltou a dizer o processo de impeachment tem como motivação a sua “forma de governar”, destacando que o governo vem revendo contratos públicos e “cortando regalias”.

    Análise: Qualquer que seja o resultado do impeachment, Santa Catarina sai perdendo

    — Nós conseguimos entrar em pandemia zerando um déficit público de mais de R$ 1,2 bilhão, saímos de uma dívida pública na Saúde de R$ 750 milhões, zeramos essa dívida, e estamos trabalhando firmes, com investimentos próprios, de contratos que nós revisamos. Por isso que talvez essa insatisfação, cortamos muitas regalias, muitos contratos que não eram interessantes para o serviço público, para o interesse público, e colocamos esse dinheiro aonde ele deve estar, em prol do cidadão — disse o governador.

    Assista ao vídeo

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas