nsc
dc

Educação

Estudantes mantêm ocupação na reitoria da UFFS, em Chapecó 

Desde sexta à noite eles protestam contra nomeação do novo reitor, que toma posse nesta quarta-feira

03/09/2019 - 16h04 - Atualizada em: 03/09/2019 - 17h38

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Estudantes protestam contra nomeação do terceiro colocado em consulta pública
Estudantes montaram acampamento na reitoria da UFFS, em Chapecó
(Foto: )

Desde sexta-feira à noite, estudantes ocupam o prédio da reitoria da Universidade da Fronteira Sul (UFFS), no centro de Chapecó. Eles protestam contra a nomeação de Marcelo Recktenvald, terceiro colocado na consulta pública, com 21,4% dos votos no primeiro turno, como novo reitor da instituição. A posse de Recktenvald será nesta quarta-feira (4), às 17h, na sede do Ministério da Educação.

Desde a nomeação pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), na semana passada, houve reação de parte da comunidade acadêmica. O candidato mais votado na consulta popular, professor Anderson Ribeiro, que recebeu 27,1% dos votos no primeiro turno e 54,1% em segundo turno, disse que recebeu a notícia com certa surpresa, embora soubesse da possibilidade de não ser o escolhido.

Estudantes convocaram uma assembleia e entraram na reitoria, onde colocaram cartazes contra a nomeação. Eles montaram comissões para organizar a alimentação, segurança, comunicação e afirmam envolver mais de 200 pessoas. Até a tarde desta terça-feira, os alunos não tinham dado entrevista, mas permitiram a entrada da imprensa no local, onde estão acampados. Eles convocaram a comunidade para um debate sobre democracia, nesta terça-feira, às 19h.

O movimento divulgou uma nota em que chama o reitor nomeado de "interventor", e afirmou que os alunos só vão desocupar o local quando tiverem suas pautas atendidas.

O reitor nomeado, Marcelo Recktenvald, disse que após a posse pretende dialogar com o movimento, explicar que há legalidade na escolha por ser uma listra tríplice e que passa por escolha do presidente da República.

Recktenvald afirmou que pretende pacificar o ambiente, defendeu a universidade pública, a manutenção das políticas de acesso e permanência na instituição, mas ressaltou que ela deve ser apartidária. Afirmou que uma de suas propostas é aproximação com a comunidade e busca de novos cursos.

Atualmente, a UFFS tem mais de 8 mil alunos em seis campi nos três estados do Sul, sendo 3,2 mil em Chapecó, onde fica a reitoria. Os outros campi são em Erechim (RS), Passo Fundo (RS), Cerro Largo (RS), Laranjeiras do Sul (PR) e Realeza (PR).

Retcktenvald é doutor em Administração pela UFSC, professor da UFFS desde 2010 e foi pró-reitor de Gestão de Pessoas até o início do ano.

Confira a nota divulgada pelos estudantes:

“ Nós, estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul, campus Chapecó, viemos por meio desta nota dialogar com a comunidade:

Estamos em mais de 200 estudantes em estado de ocupação pacífica na Reitoria da UFFS.

Passamos por um processo de consulta prévia para eleger os novos gestores da UFFS, sendo nomeado Interventor, Marcelo Reckntenvald, que logrou a minoria dos votos e restando com a 3ª colocação, sendo que no Conselho Universitário, que define a lista tríplice, este obteve apenas 04 votos.

Há décadas, desde governos anteriores, a escolha do primeiro colocado na Consulta Pública é respeitada. Neste ano, na contramão dos princípios democráticos e da autonomia universitária, restou nomeado um Interventor. Indagamos: como o Marcelo fará a gestão se a ampla maioria não optou por suas propostas? Isto é democrático em pleno ano de 2019?

Estamos amparados constitucionalmente por princípios democráticos e ousamos questionar a legalidade citada pelo Interventor em entrevista. Debater o direito cegamente é acatar as desigualdades, pois o direito deu base a atrocidades sócio históricas. A opinião da maioria deve ser respeitada!

Somente desocuparemos quando nossas pautas forem atendidas. Lutaremos sempre, não apenas pela nossa, mas também por todas as Universidades federais brasileiras, para todos os jovens possam ter um ensino superior gratuito e de qualidade.

Por fim, convidamos a todos para que hoje, dia 03 de setembro, às 19h, venham até a Reitoria da UFFS, antigo Bom Pastor, dialogar conosco sobre Democracia e Autonomia Universitária, pois esta Universidade é de todos!

Ocupantes da Reitoria UFFS.

Chapecó 3 de setembro de 2019”

Colunistas