Após ser veiculada a possibilidade de os Estados Unidos auxiliarem nas buscas do helicóptero desaparecido, a embaixada dos EUA na Guiana anunciou um exercício aéreo militar naquele país, nesta quinta-feira (7). A medida foi anunciada como um “estímulo no entrosamento para melhorar a parceria de segurança” entre os países.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O anúncio ocorre durante desentendimentos entre a Venezuela e a Guiana, pela região de Essequibo. Além disso, houve o desaparecimento de um helicóptero militar guianense com sete militares perto da fronteira entre os países. O local é disputado há décadas pelos dois países, tem 160 mil km² e concentra reservas de petróleo.

Confira a nota na íntegra

Em colaboração com a Força de Defesa da Guiana, o Comando Sul dos EUA vai conduzir operações de voo com a Guiana em 7 de dezembro. Esse exercício estimula o entrosamento de rotina e as operações para melhorar a parceria de segurança entre os Estados Unidos e a Guiana, e fortalece a cooperação regional. Além desse exercício, o Comando Sul dos EUA vai continuar sua colaboração com as Forças de Defesa da Guiana nas áreas de preparação para desastres, segurança marítima e aérea, e combate a organizações criminosas transnacionais”.

Veja a região disputada

Continua depois da publicidade

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Por que a Venezuela quer anexar parte da Guiana, território que faz fronteira com o Brasil

O que é sal-gema e por que sua extração em mina de Maceió está afundando o solo

Destaques do NSC Total