Santa Catarina exportou 62,3 mil toneladas de carne suína em agosto, o maior volume mensal desde o início da série histórica, em 1997. No acumulado do ano, foram exportadas 435,9 mil toneladas do produto. Os números foram divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa).

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O faturamento com as exportações de suínos em agosto foi de 146,8 milhões de dólares, crescimento de 10% em relação ao mês anterior. O valor representa o terceiro melhor resultado mensal de toda a série histórica. Entre janeiro a agosto, as receitas foram de US$ 1,07 bilhão.

Os resultados positivos desse período devem-se ao crescimento dos embarques para quase todos os principais compradores. O Chile foi o país que teve o maior aumento na compra de carne suína catarinense: 74,2% de aumento em termos de quantidade, na comparação com o mês anterior, e 89,5% de crescimento em receitas.

As Filipinas, segundo maior destino da carne suína catarinense, aumentaram suas compras em 21,3%, com alta de 32,3% em termos de receita. O Japão, por sua vez, apresentou 40,8% de aumento na quantidade adquirida e 23,2% nas receitas.

Continua depois da publicidade

De acordo com dados disponíveis no Observatório Agro Catarinense, Santa Catarina respondeu por 56,6% das receitas geradas com a exportação de carne suína pelo Brasil neste ano.

Pequenas cidades faturam milhões e se tornam coração do agronegócio de SC

Exportações de frango

Santa Catarina exportou 98,2 mil toneladas de carne de frango em agosto – alta de 8,7% em relação ao mês anterior. As receitas foram de 207,3 milhões de dólares – aumento de 5,7% em relação à julho.

No acumulado de janeiro a agosto, Santa Catarina exportou 733,4 mil toneladas, com receitas de US$ 1,58 bilhão – altas de 7,1% em quantidade e de 8,7% em valor, na comparação com as do mesmo período do ano passado.

Os resultados refletem o crescimento dos embarques para a maioria dos principais destinos, com destaque para a China e a Arábia Saudita. A China registrou alta de 45,9% em quantidade e 43,3% em receitas na comparação com o mesmo período de 2022. Já a Arábia Saudita teve altas de 21,4% e 26,7%, respectivamente.

Continua depois da publicidade

O estado foi responsável por 23,5% das receitas geradas pelas exportações brasileiras de carne de frango nos oito primeiros meses do ano.

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Leia também

Preço da carne bovina despenca em SC; confira os cortes mais baratos

A pacata cidade de SC que recebeu a primeira reserva no Airbnb desde a pandemia

Chefes do Agro: conheça as mulheres líderes do agronegócio em SC

Destaques do NSC Total