Localizada no centro de Florianópolis, a Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC) completa 170 anos na próxima sexta-feira, 31 de maio. Em comemoração, a mostra “BPSC 170 Anos de História”, linha do tempo que perpassa os principais momentos da história do Biblioteca Pública, estará no hall de entrada da instituição a partir desta semana até o dia 30 de junho.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Os painéis da exposição irão contar com fotografias, documentos e notícias sobre a história da instituição cultural, que é a mais antiga do Estado. Também haverão livros recebidos nas primeiras doações à BPSC, além de documentos históricos pertencentes ao fundo arquivístico do Arquivo Público do Estado de Santa Catarina (Apesc).

A exposição não será a única programação de celebração dos 170 anos da biblioteca. Até o dia 29 de maio, a BPSC será palco de bate-papos com escritores, oficinas e cafés literários, workshop, entre outras atividades.

Além das atividades, será lançado o Concurso de Poesias dos 170 anos da BPSC, com o tema “Livros e memórias, poesias e histórias nas estantes da biblioteca”. Para participar, os interessados devem enviar uma poesia escrita, gravada ou filmada por um formulário. Os 27 textos vencedores farão parte de um e-book.

Continua depois da publicidade

Outra iniciativa que faz parte da programação do aniversário da instituição é o lançamento da quarta edição do Desafio da BPSC: “Desenho do livro que eu li – Inclusivo”. Crianças e adolescentes, residentes no Estado, com idade até 14 anos, podem enviar desenhos inspirados em um livro que tenham lido. A modalidade do concurso é desenho livre, inédito, sendo admitidas pinturas ou uso de qualquer técnica, desde que feita em folha de papel A4, conforme o regulamento do concurso que será divulgado em breve no site da Biblioteca Pública de Santa Catarina.

Encerrando a programação, no dia 29 de maio, às 20h, o Instituto Musical Coreográfico “Asas do Ipiranga” apresenta o espetáculo “Era uma Vez” no palco do Teatro Ademir Rosa, no CIC. Serão encenados trechos de dez obras infantojuvenis, como “Pinóquio”, “A Bela e a Fera”, “A Pequena Sereia”, “O Mágico de Oz”, “O Rei Leão”, “Frozen”, “Moana”, “Aladdin”, entre outros. Os ingressos são gratuitos e estão disponíveis no site Sympla

Conheça a história da Biblioteca Pública de Santa Catarina

A Biblioteca Provincial, como era chamada a BPSC inicialmente, existe desde 9 de janeiro de 1855. Com sede em Desterro, antiga Florianópolis, foi instituída graças à lei nº 373 de 31 de maio de 1854, sancionada pelo Presidente da Província de Santa Catarina, João José Coutinho.

Ela foi instalada provisoriamente numa sala da Assembleia Provincial. O acervo inicial da Biblioteca tinha 474 volumes e seu primeiro diretor foi Francisco de Pauliceia Marques de Carvalho, que permaneceu no cargo até 1858.

Continua depois da publicidade

1º Catálogo de Jornais Catarinenses (Foto: BPSC, Arquivo, Divulgação)

Ao longo de sua existência, a Biblioteca Pública de Santa Catarina esteve sediada em diferentes endereços da capital catarinense. Pouco depois de sua criação, em 1859, passou a funcionar no Liceu Provincial, onde ficou até 1866, quando foi para o prédio da Secretaria da Fazenda do Estado e Rua do Livramento, atual Trajano.

Em 1871, teve um novo endereço: o Palácio Cruz e Sousa, na Praça XV de Novembro, onde ficou por cerca de 37 anos. Entre 1907 e 1908, sua sede foi um prédio na esquina das ruas Trajano e Tenente Silveira. Ainda em 1908, migrou para outro endereço, também na Rua Trajano, para logo depois ocupar um prédio nos fundos do Palácio Cruz e Sousa.

Entre 1960 e 1973, esteve localizada em uma casa na Rua Arcipreste Paiva. Também já esteve localizada na antiga casa do governador Nereu Ramos, na esquina da rua Visconde de Ouro Preto, até que em 1979 foi levada para seu atual endereço, na Rua Tenente Silveira, 343.

Sede da BPSC na esquina das ruas Trajano e Tenente Silveira, em 1907 (Foto: BPSC, Arquivo, Divulgação)

Continua depois da publicidade

A instituição é administrada pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), órgão do Governo do Estado de Santa Catarina.

Atualmente, o acervo da Biblioteca Pública de Santa Catarina dispõe de cerca de 115 mil volumes, entre material bibliográfico — livros, jornais, obras raras — e multimeios. A instituição conta com 56 mil usuários cadastrados e recebe a visita de, em média, 350 pessoas por dia.

Confira fotos do espaço da Biblioteca Pública de SC


A BPSC é um espaço para estudo, leitura e de programação cultural: exposições, lançamentos de livros, oficinas, rodas de conversa, palestras, sessão de cinema, entre outros. As programações divulgadas em no site da Biblioteca Pública ou no Instagram.

Continua depois da publicidade

Para Rafael Nogueira, presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), comemorar os 170 anos da Biblioteca Pública de Santa Catarina é uma honra.

— As bibliotecas públicas alimentam o desenvolvimento intelectual dos povos que as cultivam, e um espaço público democrático de verdade só pode existir com acesso total ao conhecimento, bem como à informação que serve de fonte histórica, ou de subsídio para entender o que de mais atual acontece no mundo.

Além de possibilitar o acesso ao conhecimento universal, a BPSC guarda a memória dos jornais e dos livros catarinenses, segundo o presidente.

— Só cumprimos bem o papel de levar a todos o conhecimento sob nossa custódia se também formos esmerados em nossa missão de guarda. Por isso, meus cumprimentos, neste dia, vão a todos os servidores e funcionários, de ontem e hoje, ao público que a frequenta, e aos pesquisadores e escritores, que dão nova vida aos segredos abrigados por nossas coleções — pontua.

Continua depois da publicidade

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia mais

FOTOS: Quem prestigiou o evento Bacalhau Solidário 2024

FOTOS: SC preserva espécie rara de tartaruga que era usada para fabricar joias no passado

Estimativa aponta quantas pessoas vão usar a futura Ponte Joinville por dia

Destaques do NSC Total