nsc

publicidade

Crise alvinegra

Figueirense corre risco de perder pontos no STJD após notificação do MPT-SC por atrasos

Procuradoria do tribunal avalia denúncia feita pelo Ministério Público do Trabalho sobre problemas financeiros no Alvinegro

15/07/2019 - 19h58 - Atualizada em: 15/07/2019 - 23h59

Compartilhe

Kadu
Por Kadu Reis
Figueirense vive momento de dificuldades financeiras
Figueirense vive momento de dificuldades financeiras
(Foto: )

O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) apresentou uma notícia de infração para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) relatando o descumprimento de decisões trabalhistas e ocorrência de atrasos salariais no Figueirense. O clube corre risco de perda de pontos na Série B do Campeonato Brasileiro em caso de punição. A procuradoria do tribunal analisa se avança ou não para a abertura de um procedimento disciplinar.

Nesta segunda-feira (15), os atletas alvinegros decidiram não treinar por conta dos atrasos, mas a crise financeira do Figueirense pode chegar a outras consequências. Uma eventual punição contra o clube pode gerar perda de pontos na Série B do Campeonato Brasileiro.

Procurado pela reportagem, o Figueirense, por meio do diretor de comunicação de marketing Bruno Ribeiro, afirma desconhecer a notícia de infração.

Até uma eventual condenação alvinegra há diversos passos a serem percorridos. Primeiro, a procuradoria do STJD precisa avaliar a legitimidade da notícia de infração entregue pelo Ministério Público.

Caso os procuradores avancem, o procedimento entra na pauta para julgamento. Se houver condenação, ainda assim, o clube pode buscar recurso junto ao Pleno do tribunal antes de ter a punição efetivada.

Precedentes

Santa Cruz e Sport Club do Recife já sofreram sanções deste tipo por conta de atrasos salariais. O Sport foi condenado no início deste mês de julho pelo tribunal por atraso de pagamentos junto ao atleta Gabriel em 2018 e teve como punição a perda de três pontos na tabela do Brasileiro do ano passado.

O rival Santa Cruz inaugurou este tipo de sanção no país, tendo perdido em 2017 três pontos da Série A de 2016. Em ambos casos, os clubes já haviam sido rebaixados em campo e a pontuação não alterou a situação.

Leia no NSC Total as últimas notícias

Ainda não é assinante? Faça sua assinatura do NSC Total para ter acesso ilimitado ao portal, ler as edições digitais dos jornais e aproveitar os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade