nsc

publicidade

Brasileiro

Figueirense empata com o Cuiabá e segue três pontos na frente do Z4 da Série B

Alvinegro perde chance de abrir vantagem da zona de rebaixamento em jogo no Scarpelli marcado por chance inacreditável desperdiçada

17/11/2019 - 21h27 - Atualizada em: 17/11/2019 - 21h39

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Figueirense 0 x 0 Cuiabá: Breno lamenta chance clara desperdiçada para fazer o gol da vitória
Figueirense 0 x 0 Cuiabá: Breno lamenta chance clara desperdiçada para fazer o gol da vitória
(Foto: )

Figueirense e Cuiabá empataram em 0 a 0 neste domingo, pela 36ª rodada da Série B 2019. Diante de um Orlando Scarpelli cheio, com 10.483 torcedores, a equipe alvinegra esbarrou na ansiedade em abrir distância do Z4, diante de um Cuiabá reserva por prioridade para as finais da Copa Verde. O Figueira não venceu o jogo em casa também pelo desperdício de uma oportunidade claríssima por Breno no começo do segundo tempo. Ele chegou a passar pelo goleiro, mas escorou para fora com o gol vazio.

O resultado mantém o Figueira fora da zona de rebaixamento, com três pontos na frente do Londrina, o 17º. O Figueirense continua a depender só dos próprios resultados para conseguir a permanência na Série B. Na penúltima rodada da Série B 2019, o Figueirense vai estar em Maceió. Às 19h15min de sexta-feira, no Rei Pelé, o Furacão enfrenta o CRB, que joga por vitória para tentar continuar com chances de acesso.

O Cuiabá tem o segundo jogo da final da Copa Verde diante do Paysandu, na quarta-feira, no Mangueirão. No jogo de ida, o Dourado perdeu por 1 a 0. Depois, encara o Botafogo-SP no sábado, também como visitante.

O jogo

Superior, o Figueirense controlava a partida e começou a construir jogadas. A defesa com três alterações se virava bem. Até porque o Cuiabá levou tempo para se encontrar por falta de entrosamento. Em meio aos jogos das finais da Copa Verde, os titulares do Dourado foram poupados do jogo no Scarpelli. Não à toa a primeira oportunidade foi alvinegra. Fellipe Mateus arriscou a tijolada do risco da grande área. A retaguarda matogrossense bloqueou.

O Cuiabá se ajeitou em campo. Aos 14, teve uma boa chegada e só não fez o gol porque Gutierrez praticamente furou no meio da área na bola que veio cruzada da esquerda. Ele tocou com tornozelo e a bola foi devagar para fora, aos 14. Foi a melhor oportunidade de toda a etapa.

A partida ficou morna gradativamente, com os visitantes desinteressados e o Figueirense sem conectar a jogada que gerasse finalização. A ansiedade ficou visível. Por isso, aos 25, Betinho tentou acertar o ângulo em chute de longe. Passou perto. Percebendo que o time não conseguia melhorar em campo, a torcida cantou alto para incentivar a partir dos 30. Foi companheira da equipe ao longo de toda a partida. Ainda assim, o placar não foi alterado.

Então o Figueirense voltou do intervalo com mudança. Volante improvisado na lateral direita, Kauê não voltou ao gramado. Victor Guilherme entrou. Com cinco minutos de segundo tempo, o Figueira teve uma chance claríssima de fazer o gol. Betinho mandou certeiro a enfiada que botou Breno em velocidade para passar pelo goleiro e cutucar para as redes. Mas ele finalizou mal, botou do lado da trave aberta. Inacreditável Futebol Clube!

O Figueirense não se abalou e continuou em cima. Em busca de melhora na criação, Andrigo entrou na vaga de Fellipe Matheus. A equipe alvinegra ocupou mais o campo de ataque. E voltou a assustar com Jefferson Renan. Aos 23, ele avançou até a frente da área e mandou a sapatada cruzada que Victor Souza deitou todo esticado na grama para defender. Mas o Figueira não conseguiu se manter no ataque.

Já o Cuiabá reapareceu bem outra vez. Depois de sobra de finalização bloqueada, o meia Renan Bressan, catarinense naturalizado bielorrusso, emendou paulada que Pegorari rebateu para longe. Aos 36, o técnico Pintado fez a última alteração no Figueirense. Saiu Breno, entrou Robertinho e o fôlego ofensivo foi renovado. Aos 37, no minuto seguinte, o próprio Robertinho chutou cruzado e colocado. O goleiro fez a ponte e espalmou.

Com seis minutos de acréscimos, o Figueirense foi todo pressão nos instantes finais. No entanto, o placar não foi alterado.

Figueirense 0 x 0 Cuiabá

FIGUEIRENSE

Pegorari; Kauê (Victor Guilherme), Pereira, Héliton e Conrado; Patrick, Betinho e Fellipe Mateus (Andrigo); Breno (Robertinho), Jefferson Renan e Rafael Marques. Técnico: Pintado

CUIABÁ

Victor Souza; Jonas (Toty), Léo, Hélder Maciel e Alex Ruan; Moisés, Djavan e Renan Bressan (Jefinho); Lucas Braga, Agustín Gutierrez (Felipe Marques) e Josiel. Técnico: Marcelo Chamusca.

CARTÕES AMARELOS: Betinho e Pereira (F). Djavan, Gutierrez, Hélder Maciel e Jonas (C).

ARBITRAGEM: Jean Pierre Goncalves Lima, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Tiago Augusto Kappes Diel (trio do RS).

BORDERÔ: 10.483 torcedores para renda de R$ 151.078

LOCAL: Orlando Scarpelli.

Leia mais notícias e opiniões sobre o Figueirense no NSC Total.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade