Amigos e familiares se despedem na tarde deste sábado (2) de Osmario da Silva, o Maninho, um dos chefes de ala mais tradicionais da escola de samba Unidos da Coloninha, em Florianópolis. Aos 65 anos, Maninho era querido por dezenas de pessoas.

Receba notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A causa da morte não foi divulgada. A cerimônia de cremação está marcada para as 17h no crematório Vaticano, em Forquilhas, São José. Nas redes sociais, amigos e parentes lamentaram a perda.

“Figura marcante do meu amado Balneário do Estreito, esse tio querido, pai e esposo amoroso”, escreveu uma amiga da família. A filha de Maninho também desabafou na internet: “Com o coração dilacerado, me despeço hoje do homem que mais amei na vida: meu pai”.

Quem conviveu com o chefe de ala diz que a alegria no rosto de Maninho era constante. Para ele, não havia tempo ruim. De sorriso fácil e muito prestativo, era um “grande cara”, garantem os amigos.

Continua depois da publicidade

Além da esposa e DOS filhos, Maninho deixa netos.

Leia mais

Como era Balneário Camboriú no passado? Fotos surpreendem ao revelar uma pacata cidade

Destaques do NSC Total