nsc
    santa

    Família

    Filho abandona o pai em rodoviária e é preso em Blumenau

    Preso por abandono de incapaz, o homem se recusou a abrigar o próprio pai

    28/02/2021 - 20h51 - Atualizada em: 01/03/2021 - 16h16

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    Idoso abandonado em rodoviária
    Idoso foi abandonado na rodoviária de Tijucas apenas com alguns pertences
    (Foto: )

    A Polícia Militar de Blumenau prendeu um homem que abandonou o próprio pai, um idoso de 63 anos, na rodoviária de Tijucas. O caso mobilizou policiais e também a assistência social das duas cidades, que estão prestando apoio ao idoso.

    ​> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Ele foi abandonado pelo filho na rodoviária de Tijucas no sábado (27) à noite. Conforme o relato, o filho teria buscado o pai na casa da irmã, em Itajaí, e o deixado na rodoviária com os pertences e R$ 40 em dinheiro. "Não me deu nenhuma explicação, só me mandou descer do carro", disse o idoso em entrevista ao Jornal Razão, de TIjucas.

    A Polícia Militar de Tijucas foi acionada na rodoviária e levou o homem até a casa do filho, em Blumenau, Chegando no local, ele teria se recusado a receber o pai, que então foi encaminhado para um abrigo pelas equipes de assistência social.

    Diante da situação, o filho acabou preso pela PM blumenauense e foi levado para a central de polícia. Segundo o delegado Felipe Orsi, responsável pelo caso, o homem vai responder pelo crime de abandono de incapaz. Às 21h deste domingo ele ainda estava detido na delegacia em Blumenau, aguardando audiência de custódia que seria conduzida pelo poder judiciário de Tijucas.

    - El disse que tinha um problema de relacionamento com o pai, que não tinha condições de viverem juntos. O idoso morou um tempo com ele, a nora não gostava, depois morou com a outra filha em Itajaí. Agora ele foi acolhido pela assistência social da prefeitura de Blumenau - relatou o delegado Felipe Orsi, da Delegacia de Polcia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

    Leia também

    Torcedor símbolo do Metropolitano, Aroldo Hadlich morre vítima da Covid-19

    Médica de Blumenau deixa filha recém-nascida em casa para voltar à emergência: "colegas estão exaustos"

    Colunistas