nsc

publicidade

Dia do Ciclista

Florianópolis amplia ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas: entenda as diferenças

Estruturas cicloviárias, que a prefeitura de Florianópolis promete dobrar em um ano, diferem conforme a característica da via

19/08/2019 - 12h25 - Atualizada em: 19/08/2019 - 13h56

Compartilhe

Por Redação CBN Diário
pintura de ciclorrota no asfalto
Sinalização no asfalto alerta para faixa compartilhada com ciclistas
(Foto: )

Vias de Florianópolis com asfalto recuperado recentemente, como a João Pio Duarte e Silva (Córrego Grande), receberam sinalização horizontal (no asfalto) indicando que se tratam de ciclorrotas. Outras, como a João Meirelles (Abraão), receberam ciclofaixas.

Em entrevista ao Direto da Redação desta segunda-feira — 19 de agosto, Dia do Ciclista —, o secretário Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, Michel Mittmann, disse que a prefeitura tem 80 quilômetros de projetos em implantação para dobrar a estrutura cicloviária da cidade e explicou as diferentes opções:

— Onde a estrutura permite, vamos implantar ciclofaixas. Onde não é possível, pelas dimensões da via, o que é complicado em nossa cidade, vamos sinalizar ciclorrotas, indicando para a presença de ciclistas.

Ouça a entrevista com Michel Mittmann

Entenda as diferenças:

ciclovia da beira-Mar
Ciclovia da Beira-Mar é protegida pelo canteiro
(Foto: )

Ciclovia: via exclusiva, separada fisicamente, para as bicicletas. Exemplo: Avenida Beira-Mar Norte.

Ciclofaixa: via exclusiva para bikes demarcada no mesmo pavimento da via e separada com tachões: Ex: Ruas Frei Caneca e Bocaiúva.

Ciclorrota: via compartilhada entre bicicletas e demais veículos, em que a presença de ciclistas é alertada com sinalização vermelha no asfalto. Exemplos: João Pio Duarte Silva e Virgílio Várzea (trecho norte, entre o Centro Administrativo e o viaduto sob a 401).

Duas avenidas importantes devem receber ciclovias junto ao canteiro central nos próximos meses, projeta Mittmann: a Mauro Ramos, no Centro, e a Madre Benvenuta, no Santa Mônica.

— Finalizamos na sexta-feira o projeto de um lindo projeto de ciclovia no canteiro central da Avenida Mauro Ramos. Agora vai para orçamento — afirma o secretário.

Na Madre Benvenuta, a prefeitura chegou a apresentar um projeto de ciclovia junto ao canteiro central. No entanto, a proposta passa por adequações, em função de reclamações de comerciantes e moradores sobre o fechamento de retornos e corte de árvores.

— Vamos apresentar o projeto novamente aos moradores. Recebemos mais de 200 sugestões. Será possível manter acessos ao bairro e preservar a maioria das árvores — assegura.

A prefeitura também fez alteração de lado em uma ciclofaixa na Rua Frei Caneca.

Deixe seu comentário:

publicidade