nsc
hora_de_sc

Pandemia

Florianópolis lidera casos ativos de Covid em SC em meio à temporada de verão

Capital também é a cidade com o maior número de suspeitas da variante Ômicron no Estado; para prefeitura, vacinação é fundamental para controle dos números

22/12/2021 - 16h46

Compartilhe

Luana
Por Luana Amorim
Catarina
Por Catarina Duarte
Eduarda
Por Eduarda Demeneck
Cidade tem 46 casos suspeitos da variante Ômicron, segundo a Dive
Cidade tem 46 casos suspeitos da variante Ômicron, segundo a Dive
(Foto: )

Em meio à chegada da temporada de verão e dos turistas, Florianópolis enfrenta um cenário de alerta. A Capital é o município catarinense com o maior número de casos ativos de Covid-19, além de ter 46 casos suspeitos da variante Ômicron. Para a secretaria municipal de Saúde, a solução para conter os números está em vacinação, testagem e medidas de segurança.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

De acordo com o Painel do Coronavírus da NSC Total, nesta quarta-feira (22), Florianópolis conta com 474 casos ativos da doença. O número é 3 vezes maior do que o município com a segunda maior quantidade em Santa Catarina, Joinville, que tem 140 ativos. Depois vem São José, na Grande Florianópolis, com 116 pessoas ainda em tratamento do vírus.

Para o secretário de Saúde da Capital, Carlos Alberto Justo da Silva, o Dr. Paraná, o motivo é a quantidade de testes realizados na cidade.

— Claro que [o número de casos ativos] nos preocupa. Temos bastante casos ativos porque testamos mais e vamos continuar cada vez mais — salientou, em entrevista ao Jornal do Almoço. 

Como estratégia para evitar a propagação do vírus durante a temporada, a prefeitura deve abrir na próxima semana um centro de testagem na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O espaço será aberto para aqueles que desejarem fazer o teste para a doença, que será disponibilizado tanto para moradores quanto para turistas. 

— Estamos apostando na testagem para identificar os casos positivos e, com isso, trabalhar fortemente no isolamento. Mantemos as testagens nos Centros de Saúde e nas UPAs para os casos suspeitos, mas vamos ampliar ainda mais abrindo pontos de testagem voluntário — complementa.

> Covid mata mais crianças em SC do que outras doenças preveníveis com vacina em 20 anos

Capital também lidera suspeitas da variante Ômicron 

Além dos casos ativos, Florianópolis também lidera outro indicativo: é a cidade catarinense com o maior número de casos suspeitos da variante Ômicron, segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC).

Nesta terça-feira (21), o Estado confirmou o primeiro caso importado da mutação da Covid-19. O paciente tem 66 anos, mora em Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, e teve apenas sintomas leves da doença.

Na Capital, até esta quarta-feira, são 46 suspeitas da nova variante, todas em investigação. Ainda não há prazo de quando sairá o resultado das amostras coletadas. As outras cidades onde há suspeitas da variante Ômicron em Santa Catarina são: 

  • Balneário Camboriú - um caso;
  • Biguaçu - dois casos;
  • Camboriú - um caso;
  • Palhoça - dois casos;
  • Canoinhas - um caso;
  • Santo Amaro da Imperatriz - um caso;
  • São Francisco do Sul - um caso;
  • São José - um caso.

Segundo a prefeitura de Florianópolis, a situação está sendo avaliada. No momento, o município aposta na vacinação para conter a chegada da variante. Além disso, para evitar a contaminação, nesta semana houve o cancelamento da queima de fogos na Beira-Mar Norte.

Já o não uso de máscaras em locais abertos continua liberado, conforme o decreto estadual, porém, a situação segue sendo monitorada pelo Executivo municipal. Por fim, a prefeitura diz que continua fazendo a exigência do passaporte da vacinação em eventos com mais de 500 pessoas e que eles precisam seguir o protocolo que exige o uso de máscaras.

— O mundo inteiro sabe que existem três fatores para o combate [da pandemia]. O primeiro é vacinar. Nós estamos vacinando e estamos solicitando para que a população venha se vacinar. Segunda estratégia: testagem. A terceira é manter o distancimento social e a utilização de máscaras, que vem funcionando — reforça o secretário de Saúde, Dr. Paraná.

Vacinação é suspensa no Natal 

Durante os dias 24 e 25 de dezembro não haverá vacinação contra a Covid-19 em Florianópolis. Por conta disso, nesta quinta-feira (23) haverá um "Dia D" de imunização contra a doença na cidade.

Durante todo o dia serão aplicadas doses de reforço para maiores de 18 anos que receberam a segunda dose há mais de quatro meses; primeira dose para pessoas com mais de 12 anos; e segunda dose para quem está no prazo.

Após o recesso, a aplicação das doses volta a acontecer na próxima segunda-feira (27). 

Veja os pontos de vacinação contra a Covid: 

Drive-thru das 9h às 16h:

Centro de Eventos da UFSC. 

Pontos de fixos de vacinação das 9h às 16h:

  • Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira;
  • Centro de Eventos da UFSC; 
  • Antigo Aeroporto. 

Centro de Saúde, das 9h às 16h:

  • CS Coloninha

Vacinação Itinerante:

  • TICEN, das 9h às 18h. 

Leia também: 

Santa Catarina reduz intervalo da dose de reforço contra Covid

Ministério da Saúde anuncia quarta dose contra Covid para imunossuprimidos

Anvisa cita "grande preocupação" e pede proteção a servidores que aprovaram Pfizer para crianças

Colunistas