nsc
dc

Tecnologia

Florianópolis terá 5G até fim de julho, garantem operadoras

Implantação depende ainda da edição de um decreto regulamentando a instalação de antenas e limpeza de faixa de internet

20/04/2022 - 17h28 - Atualizada em: 21/04/2022 - 07h03

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Implantação da tecnologia no Estado depende da edição de um decreto
Implantação da tecnologia no Estado depende da edição de um decreto
(Foto: )

As operadoras de telefonia TIM, Vivo, Claro e Unique garantiram que a instalação do 5G em Florianópolis vai ocorrer até 31 de julho, data limite definida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Além da atuação das empresas, a implantação da tecnologia no Estado depende da edição de um decreto regulamentando a instalação de seis antenas de rádio e a limpeza de uma faixa de internet.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Em reunião na Assembleia Legislativa de Santa Catarina nesta terça-feira (20), representantes das empresas discutiram com parlamentares os pontos deste decreto. A conversa ocorreu durante reunião da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia.

Seis antenas rádio base (ERBs) devem ser instaladas em Florianópolis para garantir a operação do 5G. Ainda é necessário a publicação de um edital de chamamento público, que ainda não tem data para ocorrer. Além disso, antenas de pequeno porte devem auxiliar na distribuição do sinal.

Essas antenas de pequeno porte, chamadas de indoor, devem ser implementadas também em órgãos públicos e locais privados como shoppings, indústrias e grandes empreendimentos.

Outro ponto que o 5G na Capital ainda esbarra é a limpeza da faixa 3,5 GHz — uma das frequências da internet. Essa ação consiste em fazer uma migração das pessoas que usam TVs via antenas parabólicas antigas para uma banda superior (Ku), como aquelas ofertadas por antenas parabólicas.

Uma nova reunião entre as empresas e a Alesc está marcada para 9 de maio.

Veja abaixo o cronograma que a Anatel definiu para a implementação do 5G

  • Até 31 de julho de 2022: para capitais e o Distrito Federal
  • Até 31 de julho de 2025: para cidades com mais de 500 mil habitantes
  • Até 31 de julho de 2026: para localidades com mais de 200 mil pessoas
  • Até 31 de julho de 2027: para municípios com mais de 100 mil habitantes
  • Até 31 de julho de 2028: para metade dos municípios com mais de 30 mil habitantes
  • Até 31 de julho de 2029: para municípios com mais de 30 mil habitantes
  • Até 31 de dezembro de 2029: municípios abaixo de 30 mil habitantes

Leia também

Colunistas