Algumas são velhas conhecidas e frequentadoras constantes das mesas dos brasileiros, enquanto outras permanecem como estranhas mesmo brotando em áreas próximas. As frutas típicas nativas da Mata Atlântica possuem espécies de diferentes tamanhos, cores e sabores e são vistas até mesmo como potenciais para aproveitamento comercial na produção de alimentos e bebidas.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Entre os frutos mais conhecidos da Mata Atlântica está a jabuticaba, genuinamente brasileira e que virou sinônimo de excentricidades que “só existem no Brasil” — embora o alimento também seja encontrado em outros países da América Latina. O fruto é usado na produção de sucos e sorvetes. A espécie chegou a ser eleita a segunda melhor fruta do mundo em um ranking internacional em 2023. Faz parte da família das mirtáceas, que também inclui variedades como pitanga, araçá e goiaba.

Veja fotos de frutas típicas da Mata Atlântica

Continua depois da publicidade

Jabuticaba no topo

O engenheiro agrônomo, doutor em Biologia de Plantas Cultivadas e professor aposentado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), José Afonso Voltolini, explica que a jabuticaba é rica em termos nutricionais, cobiçada para consumo e até mesmo para produtos farmacêuticos, e não exige tratamentos químicos, sendo resistente e adaptando-se bem aos ambientes.

— Eu a colocaria no topo, é o exemplo mais forte de fruta nativa que a gente tem no Brasil. É uma marca do país, uma fruta que tem muita importância para consumo in natura — avalia.

Mas a lista de frutas típicas da Mata Nativa vai muito além da jabuticaba. Espécies tradicionais como goiaba, pitanga e juçara também aparecem entre as variedades comuns no bioma do qual Santa Catarina faz parte. O engenheiro agrônomo explica que o Estado é privilegiado por possuir clima adequado para desenvolvimento de espécies que exigem clima tropical e temperado. Segundo ele, são opções que estão disponíveis nos quintais das pessoas, mas muitas vezes acabam se perdendo.

Juçara, versão local do açaí

José Afonso explica que algumas frutas nativas da Mata Atlântica são vistas como potenciais alternativas para uso em produção de alimentos. A juçara, por exemplo, é uma espécie de “concorrente” do açaí, comum no Norte do país e que nos últimos anos ganhou muito espaço pelo uso em sorvetes, doces e sobremesas. A variedade encontrada no Sul e Sudeste é vista como atrativo, entre outros fatores, por permitir aproveitamento comercial e mostrar que a palmeira de juçara pode ser mais valiosa se permanecer de pé, rendendo frutos, do que submetida à extração.

Continua depois da publicidade

Segundo o especialista, a variedade encontrada no Sul do país tem vantagens causadas pela condição climática, que dão maior riqueza nutricional ao fruto da juçara.

— Já existem grupos organizados que exportam o açaí de juçara. Com certeza, se tiver mais divulgação, mais trabalhos para estimular também a coleta e o processamento desse fruto, para extrair a polpa, ele vai ganhar uma importância talvez até maior do que o próprio açaí — projeta.

O potencial do butiá

A mesma potencialidade é vista em outras frutas típicas encontradas nas áreas de Mata Atlântica de SC. É o caso do butiá, comum na região Sul do Estado e no Litoral. O fruto costuma ser vendido por comerciantes à beira de rodovias nessas regiões e oferece um sabor único, mas o trabalho de seleção dos materiais ainda é restrito a poucas pessoas. O fruto usado em sorvetes, sucos e na fabricação de cachaça visto como promissor caso haja mais investimento em pesquisa.

— Com certeza todas essas espécies têm potencial, mas o butiá tem uma importância enorme porque não é tão explorado. Falta investir em pesquisas que valorizem a polpa, como extrair, como conservar, como utilizar — aponta José Afonso.

Continua depois da publicidade

Outra espécie vista com possível potencial econômico é o jerivá, encontrado em abundância em regiões de trilhas no litoral de SC, por exemplo.

— O pessoal conhece por aquela palmeira, coqueiro usado muito como ornamental em algumas praças. Na Avenida Beira-Mar (em Florianópolis) tem algumas, em alguns parques o pessoal gosta de plantar. Dá um cacho grande de pequenas bagas que normalmente os pássaros gostam muito, mas que hoje está ganhando importância para extrair para sorvetes, sucos, porque é outra espécie que temos, nativa aqui do Sul do Brasil — explica o engenheiro agrônomo.

Outras variedades de frutas encontradas na Mata Atlântica esbarram em dificuldades como a falta de pesquisas sobre possível aproveitamento comercial e até mesmo na própria disponibilidade, já que estão presentes em menor quantidade na natureza. Ainda assim, os frutos são encarados como riquezas que estão próximas e à disposição das pessoas, mas por vezes passam despercebidas diante das espécies mais conhecidas e com presença comercial no dia a dia dos consumidores.

Destaques do NSC Total