nsc
santa

Perigo

Gambiarra de pescadores no Itajaí-Açu acaba com pedido de socorro e bronca de bombeiros

Três viaturas foram mobilizadas para o que seria uma ocorrência de barco à deriva no rio

11/10/2021 - 08h58 - Atualizada em: 11/10/2021 - 10h44

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Socorristas ficaram espantados ao perceber a roçadeira como motor
Socorristas ficaram espantados ao perceber a roçadeira como motor
(Foto: )

Uma atitude irresponsável por pouco não terminou em acidente no Itajaí-Açu, em Blumenau, no fim da tarde deste domingo (10). Mesmo com o nível do rio elevado, três pescadores de fim de semana decidiram entrar na água usando uma canoa e improvisaram um motor para a embarcação com uma roçadeira. 

Pessoas que presenciaram a cena ligaram para os bombeiros afirmando que o trio estava à deriva e gritava pedindo ajuda.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Quando os socorristas chegaram no local, atrás do Biergarten, no Centro, os homens negaram que estivessem precisando de resgate. Eles disseram que tudo não passou de uma brincadeira. O Corpo de Bombeiros mobilizou três viaturas, incluindo uma lancha, para o que seria uma ocorrência. 

Os homens conseguiram levar sozinhos a embarcação de três metros de comprimento até a margem do Itajaí-Açu, próximo ao Clube Náutico América.

> O que é mito e verdade na pesca no Itajaí-Açu; as histórias dos reis do anzol

Eles foram repreendidos pelos socorristas em virtude da situação perigosa em que se colocaram e que poderia terminar em morte por vários motivos: o risco de caírem e se afogarem; por estarem sem colete salva vidas, por não terem habilitação para conduzir embarcação e diante da possibilidade de um acidente com o uso da roçadeira com motor para a bateira. 

Os pescadores foram liberados logo após a abordagem.

Assista ao especial do Rio Itajaí-Açu

Leia também

> Quais as espécies que habitam o Rio Itajaí-Açu; veja infográfico

> Moradores criam laços de amor com Itajaí-Açu e têm o rio como quintal de casa

> Cidades apostam no convívio com o Itajaí-Açu para que moradores "façam as pazes" com o rio

Colunistas