nsc
hora_de_sc

DE OLHO NO PREÇO

Gasolina mais cara de SC está em São José, Palhoça, Biguaçu e Florianópolis

Expectativa do setor é que preço do combustível sofra um novo aumento no próximo ano

28/12/2021 - 06h00

Compartilhe

Por Luana Amorim
Gasolina pode chegar aos R$ 7 no próximo ano, aponta sindicato
Gasolina pode chegar aos R$ 7 no próximo ano, aponta sindicato
(Foto: )

São José, na Grande Florianópolis, é a cidade com o maior preço médio da gasolina em Santa Catarina. É o que aponta a pesquisa da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgada nesta segunda-feira (27). Palhoça, Florianópolis e Biguaçu, na mesma região, também têm os maiores preços do Estado. Para o setor, a tendência é de que o valor do litro nos postos continue a subir no próximo ano e com expectativa de chegar à casa dos R$ 7. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O levantamento foi realizado em 208 postos de 18 cidades catarinenses entre os dias 19 e 25 de dezembro. No Estado, a gasolina pode ser encontrada a um preço médio de R$ 6,489, sendo que a mais barata custa R$ 6,242 e a mais cara R$ 6,829. 

Porém, em quatro cidades da Grande Florianópolis, o preço médio fica bem mais elevado. Em São José, por exemplo, o valor médio do litro é R$ 6,692, sendo o maior do Estado, de acordo com a pesquisa que ocorreu em 15 postos da cidade. A gasolina mais barata é encontrada a R$ 6,599, enquanto a mais cara está em R$ 6,799.

Completam a lista de preços mais altos em Santa Catarina: Palhoça, com R$ 6,688, Biguaçu, com R$ 6,679, e Florianópolis, com R$ 6,587.

Para o vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Florianópolis (Sindópolis), Joel Fernandes, o motivo da alta no preço da gasolina na região é porque os postos deixaram de aplicar promoções nos últimos tempos. 

— De forma geral, em função das questões financeiras dos postos, eles começaram a reduzir as promoções que fizeram nos últimos anos. Isso faz com que o preço da gasolina aumente — explica.

Apesar disso, ele reforça que o produto em Santa Catarina continua sendo um dos mais baratos do país. De acordo com a pesquisa da ANP, o Estado tem o sétimo menor preço médio. Em contrapartida, o Rio de Janeiro aparece com a gasolina mais cara, no valor médio de R$ 7,161.

> Procon notifica postos de gasolina em Florianópolis por não baixar preço nas bombas

Sul do Estado tem o menor preço médio de gasolina

Já o menor preço médio da gasolina praticado em Santa Catarina está no Sul. Araranguá, segundo a pesquisa, apresentou o menor valor, com R$ 6,288. Ao todo, 10 postos da cidade fizeram parte do levantamento. A gasolina mais barata é encontrada a R$ 6,268, enquanto a mais cara está em R$ 6,299.

Em seguida, vêm Criciúma, com R$ 6,300, Tubarão, com R$ 6,320, e Laguna, com R$ 6,341, todas da mesma região.

Se levar em conta apenas o preço da bomba, a gasolina mais cara é encontrada em Florianópoilis, com o preço de R$ 6,829. Já a mais barata está em Tubarão, custando R$ 6,242. 

Setor prevê que gasolina chegue aos R$ 7 

A pesquisa desta segunda-feira foi a penúltima realizada pela ANP em 2021. O próximo levantamento, que leva em conta os dias 26 a 31 de dezembro, será divulgado na segunda-feira (3).

Porém, a expectativa do setor é que o preço da gasolina continue em alta no próximo ano. Segundo Joel, a tendência é que o período seja "muito pior", mesmo que a pandemia seja controlada e haja retomada da economia.

— No próximo ano, vai depender da Petrobrás, e se ela vai reduzir o preço do produto. Porém, o cenário não é nada favorável. O ano vai ser muito pior que em 2021, principalmente porque a população está sem dinheiro e pela variação no preço do petróleo — salienta.

O vice-presidente do Sindópolis diz, ainda, que mesmo que não haja previsão de um novo aumento nos preços, é bem provável que a gasolina em Santa Catarina chegue à marca dos R$ 7 no próximo ano.

— É possível que já na próxima alteração de preços ela chegue nesse valor. Vai depender de quanto será o reajuste da refinaria — pontua. 

Leia também: 

Postos de combustível na Argentina marcam horário para brasileiros

Petrobras contraria Bolsonaro e diz que não há decisão sobre o preço dos combustíveis

O que você pode comprar com um tanque de gasolina em 2021

Colunistas