nsc
hora_de_sc

Combustíveis

Gasolina tem novo aumento nos postos e deve passar de R$ 5 em Florianópolis

Repasse de novo reajuste da Petrobras já começou a ocorrer na terça-feira e valor pode chegar a R$ 5,20, segundo sindicato dos postos

10/02/2021 - 06h48 - Atualizada em: 10/02/2021 - 17h33

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Postos de Florianópolis já apresentavam preços próximos a R$ 5 nesta terça-feira (9)
Postos de Florianópolis já apresentavam preços próximos a R$ 5 nesta terça-feira (9)
(Foto: )

O preço da gasolina voltou a subir nos postos de Florianópolis. O reajuste de 8,2% anunciado pela Petrobras na segunda-feira (8), o terceiro somente em 2021, já surtiu efeito e aumentou o valor nas bombas de alguns estabelecimentos da Capital.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Nesta terça-feira (9), o preço do litro da gasolina já se aproximava da barreira dos R$ 5 em alguns postos, onde o combustível chegava a ser comercializado a R$ 4,99 – para pagamento em dinheiro ou no débito, o desconto ainda permitia valores menores, na faixa de R$ 4,69 a R$ 4,79.

O vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Florianópolis (Sindópolis), Joel Fernandes, afirma que o novo valor da gasolina deve ficar entre R$ 5,10 e R$ 5,20 em Florianópolis. Segundo ele, o repasse do último reajuste feito pela Petrobras já começou nessa terça-feira e deve seguir nos próximos dias.

– Isso é reflexo dos reajustes da Petrobras, que nos últimos 40 dias, reajustou em mais de 20% o valor da gasolina. O diesel aumentou duas vezes, a gasolina, três. Consequentemente, os postos precisam repassar isso – explica.

Segundo ele, o valor médio da gasolina cobrado pelas distribuidoras na venda aos postos é de R$ 4,30 por litro.

– Se você acrescentar uma margem na faixa de 20%, para custos e manutenção dos postos, a gasolina necessariamente vai estar acima dos R$ 5, nesse intervalo entre R$ 5,10 e R$ 5,20. Como muitos postos fazem promoção, para pagamento em dinheiro ou no débito, por exemplo, nesses casos talvez o consumidor consiga um valor um pouco menor – estima.

> Quatro regiões de Santa Catarina têm ocupação de UTIs acima de 80%

Na avaliação do dirigente, esses constantes aumentos pesam não apenas para quem depende dos combustíveis para trabalhar, mas refletem também para os postos, que acabam vendendo menos.

– Toda vez que aumenta o preço, você tem redução de volume (de consumo). Hoje você tem os colégios voltando pela metade, as universidades ainda não voltaram. Muita gente em home office. O consumo cai de qualquer forma – aponta.

Terceiro reajuste em 2021

O reajuste anunciado pela Petrobras na segunda-feira definiu uma alta de R$ 0,17 no preço médio do litro de gasolina vendido das refinarias para as distribuidoras. Com isso, o valor passou de R$ 2,08 para R$ 2,25 já a partir desta terça, o que motivou o aumento já observado em alguns estabelecimentos de SC.

Além da gasolina, a Petrobras anunciou também reajustes de 6% no diesel, o equivalente a R$ 0,13 por litro, o que leva o valor do produto nas refinarias a R$ 2,24. O gás de cozinha (GLP) também sofreu reajuste de 5%, correspondente a R$ 0,14 por quilo. Assim, o gás de botijão passa a custar R$ 2,91 por quilo, ou R$ 37,79 por botijão de 13 quilos.

Os valores finais pagos pelo consumidor são diferentes dos preços cobrados nas refinarias. Isso porque são acrescidos de impostos federais, estaduais, custos para mistura de biocombustíveis, despesas e margens dos distribuidores e revendedores, segundo informa a Petrobras em nota explicativa sobre o terceiro reajuste do ano.

Na semana passada, o preço da gasolina já havia sofrido acréscimo em razão da revisão da tabela de ICMS que incide sobre os combustíveis. Antes disso, desde o início do ano, dois reajustes já haviam sido anunciados pela Petrobras, em função da elevação do barril de petróleo no mercado internacional. A atual política de preços da companhia brasileira acompanha a variação do produto no exterior para determinar o preço dos combustíveis no país.

Leia mais:

Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

Detran deve voltar a emitir documento físico do veículo, decide Justiça

Funcionário que se recusar a tomar vacina da Covid-19 pode ser demitido

Idosa perde R$ 60 mil em golpe do bilhete premiado no Oeste catarinense

Colunistas