nsc
an

Resgate

Gato-maracajá é resgatado após invadir propriedade e matar galinhas em Schroeder; veja vídeo

A espécie é natural da Mata Atlântica e corre risco de extinção

05/08/2021 - 08h29 - Atualizada em: 05/08/2021 - 08h47

Compartilhe

Isadora
Por Isadora Nolf
Gato-maracajá
O animal não sofreu ferimentos durante o processo de resgate
(Foto: )

Um gato-maracajá foi resgatado e solto em uma área de mata entre Jaraguá do Sul e Schroeder, no Norte catarinense, após invadir uma propriedade e matar cinco galinhas na quarta-feira (4).

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O Corpo de Bombeiros de Schroeder foi acionado por moradores, após testemunharem o animal invadir o galinheiro e matar as aves. Como o gato-maracajá é uma espécie ameaçada de extinção, os bombeiros precisaram seguir as orientações de especialistas para fazer o resgate da forma correta. 

A Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), que normalmente só atua em Jaraguá do Sul, participou do resgado por se tratar de um animal em risco de extinção. Assim, funcionários da fundação se deslocaram até a cidade vizinha para devolver o animal à natureza.

> Quatro pessoas são presas por caça ilegal em região de mata nativa em Joinville

O biólogo e chefe de educação Ambiental da Fujama, Christian Lempek Raboch, explicou que existem diversos fatores que colocam o gato-maracajá em risco. 

- Além dos atropelamentos e a caça, a perda de habitat pelo desmatamento fizeram com que diminuísse bastante o número de indivíduos desta espécie aqui na nossa região.

Essa espécie possui hábitos noturnos e é encontrada na Mata Atlântica. Eles não apresentam nenhuma ameaça a seres-humanos, se alimentando de roedores, lagartos e aves.

Confira o vídeo do momento em que o animal foi solto, entre Schroeder e Jaraguá do Sul:

Leia mais:

> Cachorrinho é encontrado vivo após ficar nove dias preso em rocha em SC

> Homem é preso suspeito de atirar em cadela em Guaramirim

Colunistas