nsc
hora_de_sc

Tragédia

Grávida morre estrangulada pelo próprio cabelo em entrevista de emprego

Jovem de 21 anos participava de uma entrevista de emprego quando sofreu um acidente fatal

03/02/2022 - 10h35 - Atualizada em: 04/02/2022 - 17h49

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Cabelo da vítima ficou preso em uma das máquinas, enrolado ao redor do pescoço
Cabelo da vítima ficou preso em uma das máquinas, enrolado ao redor do pescoço
(Foto: )

Uma mulher de 21 anos morreu estrangulada pelo próprio cabelo durante uma entrevista de emprego na Bielorrússia. Assistente de loja, Umida Nazarova teve o couro cabeludo totalmente arrancado no acidente.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Segundo o Daily Mail, a jovem, que estava grávida de quase dois meses, e se candidatava a uma vaga de emprego na fábrica Svarmet em Borisov, que produz fios de solda e eletrodos.

Funcionários seniores mostravam a fábrica para ela quando o cabelo da mulher, que estava solto, ficou preso em uma das máquinas, enrolado ao redor do pescoço. Ela foi puxada bruscamente para dentro do mecanismo e ficou presa e coberta de sangue.

A mãe da jovem, Olga, contou que a garganta dela ficou gravemente ferida e que ela só não morreu na hora porque o couro cabeludo foi totalmente arrancado.

> Mulher que tomou chá emagrecedor de 50 ervas morre em SP

"Se seu couro cabeludo não tivesse sido arrancado, ela teria sido estrangulada ali mesmo pelos próprios cabelos."

No entanto, além de perder o bebê, Umida Nazarova sofreu ferimentos muito graves e, segundo o pai, Dmitry, nunca conseguiu recuperar a consciência e foi declarada morta tempos depois. 

“Eles tiraram duas vidas”, lamentou o pai.

Veja galeria de fotos

*Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Acesse também:

Avião "desiste" de pouso por causa do vento e dá "susto" em Londres; veja vídeo

Primeira bolha de dobra do mundo é descoberta acidentalmente por pesquisadores

Covid pode deixar sequelas no sistema reprodutor masculino, dizem especialistas

Colunistas