publicidade

Cotidiano
Navegue por

Educação e Saúde

Greve dos servidores tem adesão parcial em Florianópolis 

Sete creches e nove escolas estão sem atendimento na Capital 

12/06/2019 - 12h44 - Atualizada em: 12/06/2019 - 14h15

Compartilhe

Caroline
Por Caroline Stinghen
Pacientes foram atendidos normalmente nesta quarta nos centros de saúde da Capital
Pacientes foram atendidos normalmente nesta quarta nos centros de saúde da Capital
(Foto: )

A Prefeitura de Florianópolis divulgou no fim da manhã desta quarta-feira (12) o primeiro balanço sobre a paralisação dos servidores municipais, anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem) após assembleia na tarde de terça (11). A princípio, sete núcleos de educação infantil, os Neims, e sete escolas estão sem aulas. Os centros de saúde funcionam normalmente.

O Neim Almirante Lucas Alexandre Boiteux, do Centro, é uma das unidades que estão parcialmente paralisadas. Oito turmas possuem aulas e outras cinco não. Os alunos que ficaram sem atendimento, informaram funcionários, foram avisados ainda na quarta à noite por telefone. Caso os professores retornem da greve, eles também serão avisados via telefone. Há funcionários das 7h às 19h atendendo telefonemas para explicar aos pais sobre a paralisação.

A orientação, principalmente aos pais de alunos, é que eles liguem antes para as instituições de ensino para confirmarem se as turmas dos filhos terão aula normal, tanto na tarde desta quarta, como nesta quinta.

Na avaliação do presidente do Sintrasem, Renê Munaro, em entrevista na manhã desta quarta-feira pela CBN Diário, é comum no primeiro dia de greve os servidores avisarem as comunidades e famílias sobre a paralisação. Fato que ocorreu, por exemplo, no Centro de Saúde do Pantanal e na Costeira do Pirajubaé, onde os pacientes na fila foram recebidos normalmente e avisados sobre a possibilidade de atendimento parcial a partir de quinta-feira.

Até esta manhã, o sindicato trabalhava com uma adesão média de 50% de servidores paralisados, conforme dito à rádio CBN. Já o secretário municipal da Casa Civil, Everson Mendes, também em entrevista a Mário Motta, acredita que adesão ainda estava baixa, com cerca de 30% de trabalhadores em greve. Os números serão atualizados e confirmados novamente no fim do dia.

Balanço da prefeitura:

Educação

57 núcleos de educação de educação infantil (Neims) e 16 escolas têm atendimento normal;

17 Neims e 7 escolas funcionam parcialmente;

7 Neims e 9 escolas já não estão funcionando nesta quarta. Confira quais são:

17 Neims e 7 escolas funcionam parcialmente;

7 Neims e 9 escolas já não estão funcionando nesta quarta.

Confira quais são:

NEIM Caieira da Barra do Sul

NEIM Canto da Lagoa

NEIM Irmã Scheilla

NEIM João Machado da Silva

NEIM vinculado EBM Albertina Madalena Dias

NEIM vinculado EBM Costa da Lagoa

NEIM vinculado EBM José Amaro Cordeiro

EBM Albertina Madalena Dias

EBM Batista Pereira (reunião nesta quarta para decidir se irão aderir à greve)

EBM Brigadeiro Eduardo Gomes

EBM Herondina Medeiros Zeferino

EBM José Amaro Cordeiro (reunião nesta quarta para decidir se irão aderir à greve)

EBM Maria Tomázia Coelho

EBM Paulo Fontes (reunião nesta quarta para decidir se irão aderir à greve)

EBM Vitor Miguel de Souza (reunião nesta quarta para decidir se irão aderir à greve)

EBM Costa da Lagoa

*A Secretaria de Educação não conseguiu contato telefônico com sete núcleos de educação infantil e com três escolas.

Assistência Social

O Cras Canasvieiras e Jardim Atlântico funcionaram normalmente no período da manhã. O Cras Trindade fechou pela manhã e abre de tarde. Os demais atendem normalmente. Todos os Centros de Convivência também funcionam se alterações no atendimento ao público.

Saúde

De acordo com a Secretaria de Saúde de Florianópolis, todas as unidades de saúde funcionaram com atendimento normal nesta quarta.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação