nsc
an

Crime

Grupo sofre ataques racistas durante reunião online em São Francisco do Sul

Invasor enviou mensagens de ameaça e exibiu vídeos nazistas e da Ku Klux Klan

29/07/2021 - 14h09

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Reprodução de um print da reunião com mensagens e imagens racistas
Reunião foi invadida por homem que mandou mensagens e reproduziu vídeos racistas
(Foto: )

Um grupo sofreu ataques racistas durante uma reunião online em São Francisco do Sul na noite da última quarta-feira (28). O evento do Movimento Afrodescendente Francisquense (Madef) era aberto ao público e foi invadido por uma pessoa, que fez ameaças e assustou os participantes.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O movimento publicou uma nota de repúdio para mostrar indignação sobre o acontecido durante a reunião, que tinha como objetivo planejar ações de enfrantamento ao racismo e preconceito em São Francisco do Sul. Após os ataques, a coordenação do grupo registrou boletim de ocorrência na delegacia.

- Não podemos aceitar que ações como essa possam estar acontecendo. Precisamos identificar, punir e não permitir que um fato como este passe despercebido pela sociedade francisquense - disse a nota de repúdio.

Além de mensagens racistas, com uso de termos como "macaco" e para que os negros "voltassem para a África", a pessoa ainda exibiu vídeos da Ku Klux Klan e imagens nazistas. Para a secretária geral do Madef, Lauriane Camilo da Silva, foram momentos de tensão.

- Foi bem ameaçador, nós ficamos bem horrorizados, foi um momento de muita tensão. Nós tomamos todas as medidas cabíveis, estamos esperando que a Justiça aconteça em relação a isso porque não pode ficar assim - conta.

Segundo ela, nenhum dos participantes foi ameaçado diretamente, mas os ataques foram para o grupo como um todo e à comunidade negra. Apesar do susto, Lauriane garante que o movimento está cada vez mais unido e uma situação como a presenciada durante a reunião apenas torna o grupo ainda mais forte.

Leia também:

"É preciso intensificar investigações de crimes raciais", diz professor vítima de racismo na internet em Joinville

Hacker suspeito de ataque racista em evento virtual em Joinville é identificado em Pernambuco

Juíza condena universitário por mensagens racistas no WhatsApp

Colunistas