nsc

publicidade

Grande Florianópolis

Haitiana encontrada morta em São José vivia no Brasil há 4 anos e deixa 2 filhos

Polícia trata o caso como feminicídio. Companheiro da vítima cometeu suicídio

02/12/2019 - 13h03 - Atualizada em: 03/12/2019 - 12h51

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Viatura do IGP e da polícia
(Foto: )

O Instituto Geral de Perícias (IGP) divulgou na manhã desta segunda-feira (2) a identidade do casal de haitianos encontrado morto neste domingo (1º) em São José, na Grande Florianópolis. A polícia suspeita que o homem tenha matado a companheira e depois cometido suicídio. Durante a tarde, o IGP confirmou a tese.

Brunetti Etienne Abraham, de 36 anos, foi encontrada dentro do apartamento onde morava, no bairro Real Parque. Já o companheiro dela, identificado como Emmanuel Etienne, estava em um matagal próximo ao condomínio. A idade de Emmanuel não foi divulgada.

Segundo a Polícia Civil, Brunetti Etienne Abraham vivia no Brasil há quatro anos, e o companheiro dela se mudou para o país um mês atrás. Os dois eram casados há cerca de 10 anos e deixam dois filhos, uma menina de 10 anos e um garoto de 4 anos de idade.

O caso foi registrado por volta das 9h15min deste domingo, quando populares encontraram o corpo de um homem enforcado em uma árvore num matagal e chamaram a polícia. No local, os policiais foram informados de que a vítima morava num condomínio distante cerca de cinco minutos dali e, a partir das informações repassadas por conhecidos do casal, suspeitaram que o homem pudesse ter matado a companheira.

Ao chegaram ao apartamento, os agentes encontraram a porta fechada e resolveram arrombá-la. A mulher estava próxima à entrada de casa, caída no chão, com marcas roxas no pescoço. Conforme a Polícia Civil, a suspeita é que ela tenha morrido asfixiada. Ainda segundo a polícia, os filhos do casal brincavam no condomínio quando os fatos aconteceram. Eles foram acolhidos pela tia, irmã de Brunetti, que mora no mesmo conjunto de prédios.

O caso agora segue para a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São José, com o delegado Manoel Galeno. De acordo com Galeno, a suspeita é de feminicídio seguido de suicídio. O Instituto Geral de Perícias (IGP) informou, através da assessoria, que o homem assassinou a mulher e, em seguida, tirou a própria vida.

Até por volta das 11h desta segunda, os corpos do casal permaneciam no Instituto Médico Legal (IML) de Florianópolis aguardando familiares.

Leia também

Polícia e IGP reconstituem morte de adolescente em Florianópolis para apurar conduta de PMs

Polícia investiga morte de haitiano na BR-101, em São José

Deixe seu comentário:

publicidade