nsc
dc

Polícia

Homem é condenado a 16 anos de prisão após escalpelar e tentar matar companheira no Oeste de SC

Condenação ocorreu em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Chapecó, no Oeste

10/02/2021 - 14h29 - Atualizada em: 10/02/2021 - 14h31

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Homem que tentou matar companheira foi condenado a 16 anos de prisão, em regime inicial fechado
Homem que tentou matar companheira foi condenado a 16 anos de prisão, em regime inicial fechado
(Foto: )

Um homem que escalpelou e provocou a amputação de uma das mãos da companheira durante uma tentativa de homicídio foi condenado a 16 anos de prisão, em regime inicial fechado. A condenação ocorreu em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Chapecó, na última sexta-feira (5).

> Navegantes identifica "fura-filas" da vacina contra Covid-19 e abre investigação

Segundo a denúncia do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), recebida em 8 de abril de 2020, o acusado teria cometido tentativa de homicídio contra a companheira por motivo torpe, com uso de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. O caso também foi caracterizado como violência doméstica e contra a mulher.

Conforme a denúncia, o homem teria tentado matar a companheira depois que ela se recusou a lhe dar dinheiro para comprar drogas. Com a recusa, o acusado teria atingido a companheira com vários golpes de facão, o que segundo a promotoria causou perda de massa encefálica, graves lesões e amputação de uma das mãos da vítima.

A vítima sofreu ainda trauma cranioencefálico, escalpelamento e cortes na região cervical. O defensor dativo que representou o acusado alegou legítima defesa. Mesmo com as agressões sofridas, segundo informou a promotoria com base nos autos, a vítima manteve o relacionamento com o acusado.

Outros dois crimes de homicídio e tentativa de homicídio serão julgados pela 1ª Vara Criminal de Chapecó nas duas últimas sextas-feiras de fevereiro.

Leia também

> Homem que armazenava pornografia infantojuvenil no celular é preso no Alto Vale

> Mulher que confessou matar grávida em Canelinha tem liberdade negada

> Carro usado em assalto a shopping de Joinville é encontrado pela polícia

Colunistas