Um dos fuzis desaparecidos após um acidente com o caminhão do Exército em Blumenau, no Médio Vale do Itajaí, foi recuperado na madrugada deste domingo (27). A arma estava em uma casa na cidade de Araquari, região Norte de Santa Catarina. Um homem acabou preso.

Continua depois da publicidade

> Clique aqui e receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

A Polícia Militar chegou até a propriedade na Rua dos Agricultores, no bairro Itinga, após informações indicarem que o morador havia comprado a arma. Surpreendido pela PM às 2h, o homem de 32 anos negou ter adquirido o fuzil calibre 7,62.

No imóvel também havia o carregador que sumiu após o caminhão com recrutas cair numa ribanceira no dia 16 de março. O morador informou que estava apenas guardando o material a pedido de um familiar.

Ele foi preso em flagrante por receptação e posse de arma de fogo de uso restrito.

Continua depois da publicidade

A polícia informou que dois fuzis e um carregador foram furtados no dia do acidente. Ainda não se sabe sobre o paradeiro da segunda arma.

A PM disse que o trabalho em conjunto com o 23º Batalhão de Infantaria (BI) do Exército permitiu identificar os responsáveis pelo furto e venda do armamento.

Porém, não repassou detalhes sobre quem são os suspeitos e como teriam conseguido chegar aos fuzis, sendo que desde o momento do acidente a área foi isolada e soldados ficaram fazendo a segurança do local.

Erramos: até as 9h15min informamos que o 23º BI se manifestou por nota sobre a recuperação do fuzil. Na verdade, essa informação é da Polícia Militar. O texto acima já está corrigo. 

Continua depois da publicidade

Força-tarefa para resgate de feridos durou quase cinco horas
Força-tarefa para resgate de feridos durou quase cinco horas (Foto: Bombeiros Militares, Divulgação)

Relembre o caso

No dia 16 de março um caminhão com soldados do 23º BI caiu em uma ribanceira de cerca de 20 metros de altura na rua Belmiro Colzani, no Progresso. O grupo ia participar da primeira atividade de treinamento fora do batalhão. 

Dos 41 militares que estavam no veículo, Alex Carvalho da Cruz, 21 anos, e Diogo Felipe Veiga, 18, morreram na hora. Alexandre da Silva Reginaldo, 19 anos, faleceu mais tarde no hospital. Outros 38 ficaram feridos.

Alex e Diogo foram as primeiras vítimas veladas
Alex e Diogo foram as primeiras vítimas veladas – (Foto: Patrick Rodrigues, Santa)
A cerimônia de despedida dos dois ocorreu em Indaial, onde moravam
A cerimônia de despedida dos dois ocorreu em Indaial, onde moravam – (Foto: Patrick Rodrigues, Santa)
Família do soldado Alex chora ao lado do caixão
Família do soldado Alex chora ao lado do caixão – (Foto: Patrick Rodrigues, Santa)
Exército prestou homenagens às vítimas
Exército prestou homenagens às vítimas – (Foto: Patrick Rodrigues, Santa)
Alexandre chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos
Alexandre chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos – (Foto: Patricia Silveira, NSC TV)

Veja também > Soldados vítimas de acidente em Blumenau fariam 1º treinamento fora do batalhão do Exército

Leia ainda > Exército suspende circulação de caminhões em local de acidente com morte de militares em Blumenau

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total