nsc
    hora_de_sc

    Polêmica

    Homem irá responder por incitação ao crime por sugerir lei para bater em mulher

    Em um vídeo publicado em 2018, o empresário Ricardo Roriz, que divulgou recentemente uma gravação de mulheres fazendo ioga no Rio de Janeiro, aparece criticando a Lei Maria da Penha

    12/08/2020 - 18h26 - Atualizada em: 12/08/2020 - 18h32

    Compartilhe

    Por Janaína Laurindo
    O empresário postou um vídeo no Instagram para justificar a postagem antiga.
    O empresário postou um vídeo no Instagram para justificar a postagem antiga.
    (Foto: )

    O empresário Ricardo Roriz que é investigado por filmar e divulgar na internet vídeos que expõem mulheres praticando ioga na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, terá que prestar esclarecimentos em mais uma investigação da Polícia Civil, segundo informou o jornal Estado de Minas. Após repercussão de um vídeo, gravado em 2018, em que sugere a criação de uma lei para permitir que homens batam em mulher, Roriz terá que prestar esclarecimentos na delegacia. 

    Ao fazer críticas a Lei Maria da Penha, o empresário sugere: “Se tivesse uma lei assim ‘Você está casado e está vivendo com uma mulher há mais de três meses, você tem direito de enfiar a porrada se ela te encher o saco’. Toda mulher seria maravilhosa, seria calminha”, diz o Roriz no vídeo que foi apagado após a abertura do inquérito.

    O empresário utilizou o perfil de sua loja, no Instagram, com mais de 19 mil seguidores, para esclarecer a nova acusação. “(...) se esse vídeo, no contexto original dele, não fosse uma coisa de brincadeira, com tom de brincadeira, alguém nesses quatros anos não iria se sentir ofendido?”, justifica, alegando que sua conta no Facebook, onde o vídeo estava publicado, tem mais de 300 mil seguidores, e que 15% é do público feminino.

    > Leia também: Mulher é agredida pelo marido até desmaiar e crianças presenciam violência em Rio Fortuna

    Caso anterior

    Ricardo Roriz está sendo investigado inicialmente por gravar e divulgar um vídeo com cunho sexual com mulheres praticando ioga na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. O próprio empresário aparece no vídeo ironizando um outro homem identificado como “Celsão”, que faz gestos obecenos durante a filmagem.

    — Ela está plantando bananeira? Vê, vê, vê. — Celsão, você fica disfarçando. Vai botar a água ali e ficar fingindo. Celsão, você não vale p**** nenhuma. Olha lá, o que é um velho tarado. (...) Celsão, você e o maior ‘voyeur’. — Eu gosto pra ‘blau blau blau’ [Afirma fazendo gesto obsceno].

    > Leia também: Senado aprova atendimento a vítima de violência doméstica como essencial

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas