O Hospital Celso Ramos em Florianópolis afirmou nesta quarta-feira (7) que não ficou sabendo de outras duas suspeitas de abuso sexual que teriam sido cometidas pelo médico residente preso na última sexta-feira (3). Segundo a instituição, os fatos só chegam à direção da unidade quando relatados via ouvidoria.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

O suspeito foi detido dentro do hospital após terceiro boletim de ocorrência ter sido registrado na Polícia Civil contra ele por abuso sexual.

De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde (SES), nenhuma denúncia anterior foi mencionada ao hospital. Em nota, o órgão disse que só tomou ciência do ocorrido após a prisão, e que afastou o profissional imediatamente do cargo.

Médico é preso por suspeita de abuso sexual dentro de hospital em Florianópolis

Continua depois da publicidade

O residente foi preso em flagrante dentro da instituição enquanto fazia atendimentos na emergência do hospital na manhã de sexta-feira. Ele vai responder pelo crime de praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lasciva ou de terceiro.

A instituição afirmou ainda que vai abrir um processo investigativo interno junto ao programa de Urgência/Emergência do município, do qual o estudante residente faz parte.

*Sob supervisão de Raphela Suzin

Leia também

Médico preso por importunação sexual é investigado por outros casos de assédio

Suspeito de assassinar mulher encontrada carbonizada em cama em SC é preso

Destaques do NSC Total